[Resenha] Maze Runner- Correr ou Morrer - James Dashner

 

Numa tradução livre, Maze Runner significa "Corredor do Labirinto", e essa informação é valiosa para termos uma noção do que vem por ai!


Sinopse: "Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam "A Clareira", um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr... correr muito."

Autor: James Dashner
Editora: Vergana e Riba
Páginas: 426.

[RESENHA] Pequena Morte - de Amanda Chagas



SINOPSE:
“Amor... sentido por muitos, retribuído por poucos. Maior arma contra o medo. Às vezes,  confundido com desejo; contudo, grande aliado de segredos.
Poemas que nasceram para lutar contra os problemas do mundo e as constantes dificuldades da vida. Tratam-se de memórias de eventos não acontecidos, embora lembrados.”

AUTORA:
Amanda Chagas
EDITORA: Ascensão (RJ)
PÁGINAS: 98

                                                                   

[Resenha] [Séries] The Umbrella Academy

 


Sinopse oficial: “Cinco alertou a família (tantas vezes) que usar os poderes para escapar do apocalipse de Vanya em 2019 era arriscado. Ele tinha razão: o salto no tempo dispersou os irmãos no tempo, levando-os até Dallas, Texas. Mais de três anos se passaram. Estamos na década de 1960. Alguns ficaram presos no passado por anos, construíram vidas e seguiram em frente, certos de que são os únicos que sobreviveram. Cinco é o último a chegar, bem no meio de um dia do juízo nuclear, que — alerta de spoiler! — resulta de uma interrupção da linha do tempo do grupo. Agora, no entanto, a Umbrella Academy deve encontrar uma maneira de se reunir, descobrir o que causou o dia do juízo final, acabar com isso e retornar à linha do tempo atual para impedir outro apocalipse. Enquanto isso, eles são caçados por um trio de cruéis assassinos suecos."


Os irmãos Hargreeves estão em uma nova aventura: durante o segundo ano, eles tentam novamente salvar o mundo e, como sempre, causando algumas confusões. 

Ambientada em 1960 a temporada tem como pano de fundo a morte do presidente Kennedy e movimentos negros. Sou suspeita para falar dessa série, mas essa temporada está MARAVILHOSA, empolgante e bem feita. Ela está bem ambientada, caracterizada, e com aquela trilha sonora que a gente ama, com migrações entre hits atuais e clássicos de outras épocas. 

A história está bem amarrada e conectada com a época retratada, girando em torno do fim do mundo e em como os irmãos influenciaram para que isso ocorresse. 

As personagens foram bem trabalhadas e passaram por um amadurecimento importante, sim até Luther... 

Conhecemos mais Diego, suas aflições e seus desejos, além de termos contato novamente com o seu lado romântico (do jeito dele). 

Klaus tem uma sintonia perfeita com Ben, o que nos tiram boas risadas ao longo da temporada. 

Vanya, de bem consigo mesma, é uma tranquilidade, mas algo que muito esperamos, desde o primeiro episódio, acontece: ela descobre novos amores e passa por um amadurecimento. 

Alisson constrói uma família, acredita mais em si e está radiante... Ai, gente, eu ficava triste em pensar que aquilo que ela construiu pode vir a acabar. 

Conhecemos um pouco mais dos Cinco e como funcionam os agentes do tempo. 

As novas personagens são cativantes, bem trabalhadas e importantes para a história.

Não vou me prolongar muito, mas a temporada vale super a pena e, para mim, é melhor que a primeira. O final é surpreendente! 

[Resenha] Pollyanna – Eleanor H. Porter



Sinopse: A pequena cidade e beldingsville, no interior dos estados unidos, nunca mais seria a mesma depois da chegada de pollyanna, uma garotinha órfã de 11 anos que ficou aos cuidados da tia rica, a irritadiça e intransigente senhora polly harrington. Com sua extraordinária visão do mundo, a encantadora menina conquista os habitantes da cidadezinha e ensina a todos o seu incrível "jogo do contente", um jogo de transformar vidas e modificar destinos.
Autor: Eleanor H. Porter
Editora: Pé da Letra
Páginas: 184

[Resenha] Pensamentos de uma louca - Kimberly Kelly

 


SINOPSE: "Pensamentos de uma louca" é uma coleção de textos, poemas, sonhos e pensamentos que surgem em minha mente e explodem pelos dedos.

 

AUTORA: Kimberly Kelly

EDITORA: Independente – Disponível na Amazon. Acesse aqui: 

PÁGINAS: 53

[Resenha] Filme - A Caverna (2017)

Com uma premissa bastante interessante, A Caverna é um filme excepcionalmente intrigante.



Sinopse: 
" Um grupo de jovens imprudentes acaba preso numa caverna misteriosa durante a sua exploração. Lá eles não tardam a descobrir que o tempo passa de maneira diferente."

Direção: Ben Foster, Mark Dennis.
Elenco:Andrew Wilson, Cassidy Gifford,Brianne Howey.
Duração: 1h 27 min.

[Resenha dupla] A Química que há entre Nós

 

Um romance YA que bebe da fonte de escritores como John Green. Em que a experiência romântica dos protagonistas influencia o seu crescimento e amadurecimento romântico, em que a dor e o desejo, a culpa e a vontade andam juntas.

Autora: Krystal Sutherland

Editora: Globo Alt

Tradutora: Luisa Geisler

Páginas: 276

Sinopse: O livro que deu origem à superprodução da Amazon estrelada por Lili Reinhart

Fãs de John Green e Rainbow Rowell vão se apaixonar por esta nada clichê história de amor

Grace Town é diferente. Com suas roupas masculinas, desleixo aparente e uma bengala que leva para todo canto, ela é extremamente reservada, faz perguntas inusitadas e simplesmente não se encaixa em sua nova escola - não que isso seja um problema para ela. Henry Page, por outro lado, é tão comum que chega a ser tedioso e, por motivos que nem ele sabe explicar, se vê cada vez mais atraído pela misteriosa garota.

Uma história de primeiros amores com um desfecho surpreendente, A química que há entre nós é um YA tão interessante quanto atípico, e já conquistou os mais diversos tipos de leitores.
 

[FILME] Casa Grande - de Fellipe Gamarano Barbosa

 

SINOPSE:  

SINOPSE NETFLIX: Uma família da alta burguesia carioca vai à falência, e o jovem Jean precisa aprender a lidar com a realidade nua e crua de uma vida menos afortunada.



                                                             ***

 

“Casa Grande” (2014) é um dos filmes que integra o catálogo de lançamentos da Netflix em 2020, apesar de já contar com seis anos de existência. Ele narra a história de Jean (leia-se Jan), um garoto de dezessete anos, filho mais velho de um casal de classe alta.

Mas o que poderia ser simplesmente um roteiro adolescente, com problemáticas cotidianas puramente juvenis, torna-se muito mais do que isso. Jean é aluno de uma escola só para meninos da elite carioca, vive cego às questões sociais do país e, em suas tentativas de autoafirmação, limita-se a repetir as opiniões do pai. Assim como o próprio título do filme propõe, Jean foge da “casa grande”, à noite, para ter encontros às escondidas com Rita na “senzala” – como é possível chamar o quarto da empregada, levando em consideração todos os elementos simbólicos e aparentemente despretensiosos observados no filme.

            Esses elementos dialogam constantemente com a alienação de Jean para questões que envolvem a divisão de classes econômicas e sociais, a dívida histórica que o Brasil tem com os negros e que reflete em sistemas de cotas, o capitalismo, os privilégios do homem branco e sua visão machista sobre o corpo da mulher, e outros temas que perpassam os muros de sua casa blindada por alarmes, câmeras de segurança e música clássica.

            Embalado por um panorama histórico-político muito atual, Hugo Cavalcanti, sobrenome que também remete aos coronéis, é o pai autoritário que apenas reforça a figura patriarcal colonialista que se vê à beira da falência, mas que insiste em manter as aparências. Menospreza tudo aquilo que não representa lucro financeiro e econômico, desde o curso universitário pretendido pelo filho até a língua francesa, para ele “quase morta”, ministrada pela esposa em aulas particulares. Despreza as opiniões da filha caçula, quase invisível, e da esposa, que apesar de ser aparentemente muito religiosa, não estende sua compaixão além das paredes da sua própria casa, alheia aos problemas enfrentados pela classe trabalhadora, ainda mais invisível do que ela mesma como mulher.

Cheio de conflitos emocionais que envolvem as questões familiares e a namorada mestiça, Jean vai tentar romper as barreiras desse universo para buscar sua liberdade e sua identidade além dos portões da “casa grande”. Será que ele conseguirá?

Pequeno Manual Antirracista

Com capítulos curtos com títulos diretos e de temas importantes, Djamila discorre um pouco sobre a origem do racismo, nos apresenta as consequências desse mal e indica leituras sobre o tema. Em "O Pequeno Manual Antirracista", Djamila mostra de forma prática e direta soluções e levanta questionamentos que devem ficar presas nas nossas cabeças para que assim possamos questionar e mudar a atual situação.


Autora: Djamila Ribeiro

Editora: Companhia das Letras

Páginas: 136

Sinopse:Neste pequeno manual, a filósofa e ativista Djamila Ribeiro trata de temas como atualidade do racismo, negritude, branquitude, violência racial, cultura, desejos e afetos. Em onze capítulos curtos e contundentes, a autora apresenta caminhos de reflexão para aqueles que queiram aprofundar sua percepção sobre discriminações racistas estruturais e assumir a responsabilidade pela transformação do estado das coisas. Já há muitos anos se solidifica a percepção de que o racismo está arraigado em nossa sociedade, criando desigualdades e abismos sociais: trata-se de um sistema de opressão que nega direitos, e não um simples ato de vontade de um sujeito. Reconhecer as raízes e o impacto do racismo pode ser paralisante. Afinal, como enfrentar um monstro desse tamanho? Djamila Ribeiro argumenta que a prática antirracista é urgente e se dá nas atitudes mais cotidianas. E mais ainda: é uma luta de todas e todos.

[Resenha] Vox - Christina Dalcher

SINOPSE: O governo decreta que as mulheres só podem falar 100 palavras por dia. A Dra. Jean McClellan está em negação. Ela não acredita que isso esteja acontecendo de verdade.
Esse é só o começo...
Em pouco tempo, as mulheres também são impedidas de trabalhar e os professores não ensinam mais as meninas a ler e escrever. Antes, cada pessoa falava em média 16 mil palavras por dia, mas agora as mulheres só têm 100 palavras para se fazer ouvir.
...mas não é o fim.
Lutando por si mesma, sua filha e todas as mulheres silenciadas, Jean vai reivindicar sua voz.
“Uma recriação apavorante de O conto da Aia no presente e um alerta oportuno sobre o poder e a importância da linguagem.” – Marta Bausells, ELLE.

AUTOR: Christina Dalcher
EDITORA: Arqueiro (SP, 2018)
PÁGINAS: 320

Resenha Filme Quase Uma Rockstar

Titulo: Quase uma Rockstar
Título Original: All Together Now
Duração minutos
Ano produção: 2019
Estreia: 28 de agosto de 2020
Distribuidora: Netflix
Dirigido por: Brett Haley
Classificação: 16 anos
Gênero: Romance, Drama
                                    
Sinopse: Em Quase uma Rockstar, Amber Appleton (Auli'i Cravalho) tem dezessete anos e está no ensino médio. Ela mora em um ônibus escolar junto com a sua mãe alcóolatra e seu leal vira-lata, Bobby Big Boy, após serem expulsas de casa pelo ex-namorado da mãe. Mesmo tendo uma vida difícil, a jovem mantém a sua boa energia e otimismo, focando em ajudar as pessoas ao seu redor. Quando uma tragédia ocorre em seu mundo, a vida da jovem é drasticamente afetada, mudando sua maneira de enxergar as coisas.

[Resenha] Morcelo, o morcego de pano - de Eloísa Porto

AUTORA: Eloísa Porto
ILUSTRADORA: Lu Boechat
EDITORA: Livro independente (Publicação Amazon), 2020

SINOPSE: 
Todos os sábados, a família Porto leva Morcelo, um morcego de pano, para voar pelo céu de Piratininga, onde ele treina manobras radicais. No entanto, fica preso no armário o restante da semana, sonhando com o tempo em que seria livre para sempre.
Até que um dia, voando pelos ares, conhece uma gaivota e tudo muda tudo em sua vida.



[Resenha]Americanah - Chimamanda Ngozi Adichie

Em Americanah Chimamanda nos apresenta Ifemelu, uma mulher independente que resolve voltar à sua terra natal. Depois de anos nos EUA Ifemelu se torna uma Americanah.

Autora: Chimamanda Ngozi Adichie
Editora: Companhia das Letras
Tradutora: Julia Romeu
Páginas: 520
Sinopse: Lagos, anos 1990. Enquanto Ifemelu e Obinze vivem o idílio do primeiro amor, a Nigéria enfrenta tempos sombrios sob um governo militar. Em busca de alternativas às universidades nacionais, paralisadas por sucessivas greves, a jovem Ifemelu muda-se para os Estados Unidos. Ao mesmo tempo que se destaca no meio acadêmico, ela depara pela primeira vez com a questão racial e com as agruras da vida de imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde, Ifemelu é uma blogueira aclamada nos Estados Unidos, mas o tempo e o sucesso não atenuaram o apego à sua terra natal, tampouco anularam sua ligação com Obinze. Quando ela volta para a Nigéria, terá de encontrar seu lugar num país muito diferente do que deixou e na vida de seu companheiro de adolescência. Principal autora nigeriana de sua geração e uma das mais destacadas da cena literária internacional, ChimamandaNgoziAdichie parte de uma história de amor para debater questões prementes e universais como imigração, preconceito racial e desigualdade de gênero. Bem-humorado, sagaz e implacável, Americanah é, além de seu romance mais arrebatador, um épico contemporâneo. 
“Em parte história de amor, em parte crítica social, um dos melhores romances que você lerá no ano.” - Los Angeles Times 
“Magistral… Uma história de amor épica…” - O, The Oprah Magazine Vencedor do National Book CriticsCircleAward. 
Eleito um dos 10 melhores livros do ano pela NYT Book Review. Há mais de 6 meses nas listas de best-sellers. Direitos para cinema comprados por LupitaNyong’o, vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por Doze anos de escravidão. 

[Resenha] City Seven - Felipe Miranda



Sinopse: "City Seven é apenas uma das inúmeras cidades presentes nesta história. Muito antes de você, eu ou qualquer um nascer fomos criados por seres desconhecidos, nossa realidade é apenas uma simulação em busca de um propósito maior. Sonny (um dos criadores) vem para nosso mundo resolver problemas que ameaçam o fim dessa realidade. Ao mesmo tempo em que procura finalizar sua missão Sonny observa de perto os humanos, tudo isso relatado em um misterioso diário. Será o fim da humanidade? Filosofia, ficção científica e linhas do tempo é o que você vai encontrar. Está pronto para descobrir?"

Autor: Felipe Miranda
Editora: Felipe Miranda
Paginas: 162
Disponível: Loja da Amazon

[Resenha] Chefes de M€rd@: 80 maneiras inteligentes de administrar os mais difíceis problemas interpessoais - Vicky Oliver

   

SINOPSE:  Num mundo perfeito, o ambiente de trabalho seria harmonioso, com chefes humanos, honestos e eficientes, o que tornaria a equipe produtiva e feliz. E a empresa próspera. Só que o mundo não é perfeito. No dia a dia, todos enfrentam problemas causados por chefes desumanos, desonestos, ineficientes, cruéis, hesitantes, omissos etc. Ou seja, chefes de merda. Para conviver com o estresse crônico no trabalho e sobreviver ao clima hostil causado por eles, é preciso conhecer bem a personalidade e o modo de agir dos chefes inábeis ou desajustados e desenvolver uma grande habilidade diplomática. É exatamente isso o que Vicky Oliver, autora norte-americana de vários best-sellers sobre relações entre patrões e empregados, faz aqui neste Chefes de M€rd@ (Bad Bosses em inglês). Você tem em mãos um guia prático e seguro para não ser eterna vítima deles.

AUTORA:
Vicky Oliver
Editora: Jardim dos Livros (SP, 2019)
Páginas: 256

[Resenha] Brilho Eterno - Edna Nunes

Olá galera!!
A resenha de hoje é sobre o livro Brilho Eterno da autora Edna Nunes. Eu já conhecia um pouco essa história, pois tive a oportunidade e o privilégio de fazer as primeiras impressões desse livro. Você pode conferi-la AQUI!
Vem conhecer a minha opinião completa sobre essa história?
SINOPSE: Aos 27 anos e sem muitas perspectivas de ser mais que uma dona de casa, Rafaela vive submissa às vontades de seu marido Marco. Um homem lindo e rico, mas vítima da Síndrome de Peter Pan e completamente obcecado por ela.         
Atraída pela curiosidade, Rafa entra num casarão centenário e lá conhece seu Zé. A afinidade é imediata, e eles estreitam laços de amizade de forma apaixonante e comovente.         
Ela decide romper com o passado e lutar por seus sonhos. De forma simples e objetiva, seu Zé lhe ensina que, nada acontece por acaso e que, apesar da vida parecer efêmera, seremos eternizados se fizermos algo de bom ao passarmos por ela.   
Mas o destino é cheio de armadilhas e a faz enfrentar, além de Marco, muitos outros obstáculos, que só a fortalecem, e a colocam frente a frente com a maior prova de que anjos existem e o homem de sua vida poderia ser um.
Ao entrar naquele casarão, Rafaela descobre que todos podem ter um brilho eterno.

Autora: Edna Nunes
Editora: Independente
Páginas: 358

[Resenha] Ela disse, Ele disse - Thalita Rebouças

    Ela disse, ele disse se trata de um livro narrado por dois personagens de sexo oposto no auge da adolescência. Por se tratar de um livro brasileiro, onde o Pão de Açúcar faz parte do dia a dia, este carrega aquela máxima de representar um realidade muito próxima.
 



Sinopse: "Diversão e confusões no cotidiano das meninas. Primeiro dia numa escola nova é sempre complicado: a gente se sente um peixe fora d’água. Enquanto todos os outros alunos são (ou ao menos parecem ser) melhores amigos de infância, os novatos ficam pelos cantos, sem jeito, pensando em qual seria a melhor tática de aproximação. Alternando as vozes de Rosa e Leo, ambos adolescentes de 14 anos novos no mesmo colégio, Ela disse, ele disse é um divertido romance que mostra como meninos e meninas podem sentir as mesmas coisas, mas pensar e agir de modo muito diferente."

Autora: Thalita Rebouças.
Editora: Rocco Jovens Leitores.
Páginas: 189.

[Resenha] Os Lobos dentro das paredes - Neil Gaiman


Sinopse: Os lobos dentro das paredes, é o novo livro do escritor e quadrinista inglês Neil Gaiman. Depois do sucesso de Coraline, uma cáustica reinterpretação de Alice no país das maravilhas, lançado pela Rocco em 2003, Gaiman e o ilustrador Dave McKean apresentam aos fãs uma nova obra-prima da literatura infanto-juvenil.
Em Os lobos dentro das paredes, Lucy escuta ruídos "furtivos, rastejantes e amarrotados" vindo de dentro das paredes de sua casa. Ela tem certeza de que existem lobos vivendo ali, mas a família não acredita nela: "Você deve estar ouvindo camundongos", diz a mãe; "Morcegos", berra o irmão; "Malditos ratos", resmunga o pai. E todos são unânimes em dizer: "Se os lobos saírem de dentro das paredes, está tudo acabado." "O que está acabado?", pergunta Lucy. "Tudo", diz a mãe. "Todo mundo sabe disso", completa.
Pobre Lucy. Os ruídos continuam, cada vez mais apressados e alvoroçados. E, numa noite, as tais criaturas realmente aparecem. Mas, na realidade, Lucy descobre que nem tudo está perdido. Pelo contrário, quando os lobos saem, sua batalha está apenas começando. Exilada no quintal, a família tenta encontrar uma solução, enquanto os lobos assistem à sua televisão, comem a sua comida e dançam "danças lupinas" pela casa, até que a menina tem uma idéia: "Tem um monte de espaço nas paredes da casa. E pelo menos não é frio lá.", diz ela. E a partir daí, foi a família de Lucy que rastejou pelas paredes rumo a um final surpreendente.

Autor: Neil Gaiman
Páginas: 60

[Resenha] Filme - Dançarina Imperfeita




Sinopse: Dançarina Imperfeita acompanha Quinn Ackerman (Sabrina Carpenter) que tem sua admissão na faculdade de seus sonhos dependendo de sua performance em uma competição de dança. Agora, ela precisa formar um grupo com os melhores dançarinos do esquadrão da escola e, principalmente, aprender a dançar.

Direção: Laura Terruso
Elenco: Sabrina Carpenter, Jordan Fisher, Keiynan Lonsdale
Duração: 1h e 33m
Disponível: Netflix


[Trailer] Filme - Dançarina Imperfeita




SinopseDançarina Imperfeita acompanha Quinn Ackerman (Sabrina Carpenter) que tem sua admissão na faculdade de seus sonhos dependendo de sua performance em uma competição de dança. Agora, ela precisa formar um grupo com os melhores dançarinos do esquadrão da escola e, principalmente, aprender a dançar.

Direção: Laura Terruso
Elenco: Sabrina Carpenter, Liza Koshy, Keiynan Lonsdale
Duração: 1h e 33min
Estréia: Netflix

[Resenha] A Elite - Kiera Cass

Muito mais que um triângulo amoroso de tirar o fôlego, A Elite ganha um teor mais distópico e excitante, sendo o segundo livro da Triologia "A Seleção ".


"A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Quanto mais América se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda, ela sente que é nele que está o seu conforto. Porém, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher."
Autora: Kiera Cass.
Editora: Seguinte.
Páginas: 360.

[Resenha] Filme - Barraca do Beijo 2


SINOPSE: Em A Barraca do Beijo 2, Elle (Joey King) e Noah (Jacob Elordi) tiveram o verão mais romântico de suas vidas. Entretanto, quando ele segue para Harvard, ela precisará lidar com um relacionamento a distância, a expectativa de entrar na faculdade com seu melhor amigo, Lee (Joel Courtney), e a amizade com o novo colega de classe Marco (Taylor Perez)

Título: Barraca do Beijo 2
Ano: 2020
Nota: 5 estrelas





[Resenha] Bora Vender: a melhor estratégia é ter atitude - Alfredo Soares



SINOPSE: Você pode não saber vender ou até não se achar vendedor. Mas, em algum momento, você já foi um. Vender deixou de ser a troca de produtos ou serviços por dinheiro e tornou-se encantamento, conquista, fidelização e alinhamento de interesses. Mais valioso do que ter estoque é criar uma marca e ser o protocolo de solução para seu público-alvo. No entanto, como fazer isso? Alfredo Soares, sócio-diretor da maior plataforma de e-commerce da América Latina, nos mostra que mais do que esperar pelo momento, investimento ou ferramentas ideais, é preciso executar, errar, aprender e refazer rápido para ser inovador.


Autor: Alfredo Soares
Editora: Gente
Local e Ano de Publicação: SP, 2019
Páginas: 224

Tatuagens literárias - Fazer ou não?




 Olá, devoradores!
 Para quem é apaixonado por livros, filmes e séries é quase impossível viver sem ter pelo menos algum item na vida que tenha alguma ligação com nossa paixão, não é mesmo?
 E é por isso que hoje eu vim falar de um item “eterno”: Tatuagem.

[Resenha] Uma Sombra do passado - Nora Roberts

Sinopse:
Há muitos anos, Fiona Bristow foi a única vítima que escapou das garras do Assassino da Echarpe Vermelha, o serial killer que matou seu noivo e seu amado cão. Após o trauma, ela escolhe reconstruir sua vida em uma ilha no noroeste do Pacífico, trabalhando como adestradora e voluntária na unidade canina de busca e resgate local.
Quase que ao mesmo tempo que Simon Doyle e seu rebelde cachorro entram na vida de Fiona, uma nova série de assassinatos surge para assombrá-la. Um imitador, inspirado pelo encarcerado assassino original, está à solta e cada vez mais próximo do seu principal alvo.
Enquanto a polícia e o FBI rastreiam o criminoso, Fiona lutará para se vingar da melhor maneira possível: sobrevivendo mais uma vez e aprendendo a amar novamente.

Autora: Nora Roberts
Páginas: 462

[Resenha] Proibido - Tabitha Suzuma

SINOPSE: Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis. Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes. Eles são irmão e irmã. Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.


Autora: Tabitha Suzuma
Editora: Valentina (RJ, 2018)
Páginas: 302


[Resenha] 3096 Dias - Natascha Kampusch


SINOPSE : Natascha Kampusch sofreu o destino mais terrível que poderia ocorrer a uma criança: em 2 de março de 1998, aos 10 anos, foi sequestrada a caminho da escola. O sequestrador - o engenheiro de telecomunicações Wolfgang Priklopil, a manteve prisioneira em um cativeiro no porão durante 3.096 dias. Nesse período, ela foi submetida a todo tipo de abuso físico e psicológico e precisou encontrar forças dentro de si para não se entregar ao desespero.

Editora: Verus
Autora: Natascha Kampusch
Páginas: 225

[Resenha] Making Changes - Lila Rose

Sinopse:
Seis anos com meu cavaleiro de armadura brilhante.
Quatro anos com meu cavaleiro de armadura amassada.
Dois anos com meu cavaleiro de armadura enferrujada.
É hora de fazer uma mudança. Tempo para me encontrar, mesmo que isso me assuste.
Eu, Makenzie Mayfair, estou deixando meu marido.
Esta é a minha chance de começar de novo e tomar coragem. 
Pode levar tempo, pode levar novos amigos, um trabalho e até mesmo um idiota de um chefe que é irritantemente bonito, mas eu chegarei lá.
Estou decidida a ser quem eu quero ser, e planejo ter um monte de diversão ao longo do caminho.


Autora: Lila Rose
Páginas: 372
Não publicado no Brasil.

[Resenha] [Série] Alexa & Katie


Uma série leve, que te faz rir e chorar na mesma intensidade 

As amigas Alexa e Katie aguardam ansiosamente o início do ano letivo para, enfim, entrar no Ensino Médio. Mas tudo se complica quando Alexa descobre que está com câncer e precisa encarar o tratamento. As adolescentes se veem então diante de um novo desafio: lidar com uma doença tão cruel enquanto tentam se enturmar na escola.

Alexa & Katie: Crítica da temporada final | Multiverso+

[Resenha] Cartas secretas jamais enviadas - Emily Trunko



Sinopse: Você já desejou poder voltar no tempo e dar conselhos para si mesmo? Já quis ter coragem de falar como é forte o amor que sente por alguém? Alguma vez já se perguntou por que uma pessoa importante na sua vida parou de falar com você? A partir de contribuições anônimas, Emily Trunko reuniu nesta coletânea cartas que revelam segredos profundos de quem as escreveu. Afinal, muitas vezes o único jeito de lidar com nossos sentimentos mais intensos — seja um amor incondicional ou uma perda irreparável — é botando tudo no papel. A leitura destas cartas nos permite mergulhar na vida de seus remetentes e, ao mesmo tempo, redescobrir nossa própria história e perceber que, mesmo nos piores momentos, não estamos sozinhos.


Organização: Emily Trunko
Páginas: 200
Editora: Seguinte

[Documentário] [Resenha] Anne Frank - Vidas Paralelas

    


      A Netflix apresenta em "AnneFrank - Vidas Paralelas" fatos sobre a vida de Anne, uma adolescente judia que viveu escondida com a família, por dois anos, para evitar ser deportada para um dos campos de concentração do regime nazista.

Black Lives Matters

     Nas últimas semanas, temos visto e vivido situações que são totalmente novas: pandemia, quarentena, isolamento social, medo da morte... Mas apesar da atual situação, algumas coisas não mudaram: governantes mentirosos, roubos, desvios de dinheiro, abuso de poder e o racismo. 

[Resenha] Aqueles que nos salvaram - Jenna Blum


"Uma história que ultrapassou todas as barreiras e preconceitos religiosos e ideológicos em nome do amor. Aqueles que nos salvaram conta a história de Anna, uma jovem de 18 anos com um futuro promissor aos olhos do pai, um simpatizante nazista: casar-se e ter filhos com um oficial alemão. Ao se apaixonar por um médico judeu, no entanto, sua vida muda completamente.

Revelando uma história de paixão e amor condenado, um retrato sobre a vida durante a guerra e um impressionante drama da relação mãe e filha, o livro explora profundamente aquilo que escolhemos suportar ou resistir para sobreviver e o legado da culpa."
Autora: Jenna Blum.
Páginas: 392.
Editora: Casa da Palavra.

[Resenha] [Filme] Escritores da liberdade


Sinopse: Uma jovem e idealista professora chega a uma escola de um bairro pobre, que está corrompida pela agressividade e violência. Os alunos se mostram rebeldes e sem vontade de aprender, e há entre eles uma constante tensão racial. Assim, para fazer com que os alunos aprendam e também falem mais de suas complicadas vidas, a professora Gruwell aposta em métodos diferentes de ensino. Aos poucos, os alunos vão retomando a confiança em si mesmos, aceitando mais o conhecimento e reconhecendo valores.

Direção: Richard LaGravenese
Elenco: Hilary Swank, Patrick Dempsey, Ricardo Molina, April Lee Hernández
Duração: 2h 04min
Ano: 2007

[Resenha] Estação onze - Emily ST. John Mandel

Em um mundo pós-apocalíptico devastado por uma gripe, a Sinfonia Itinerante viaja constantemente na tentativa de levar música e Shakespeare para os sobreviventes, mas nem sempre o que eles encontram no caminho são aplausos e pedidos de bis. Quando o extinto de sobrevivência do ser humano é colocado à prova sua essência é revelada de várias formas e nem sempre o que é revelado são provas de nossa civilidade. 

Autor: Emily St. John Mandel 
Tradução: Rubens Figueiredo 
Editora: Intrínseca 
Páginas: 320 

Sinopse: Certa noite, o famoso ator Arthur Leander tem um ataque cardíaco no palco, durante a apresentação de Rei Lear. Jeevan Chaudhary, um paparazzo com treinamento em primeiros socorros, está na plateia e vai em seu auxílio. A atriz mirim Kirsten Raymonde observa horrorizada a tentativa de ressuscitação cardiopulmonar enquanto as cortinas se fecham, mas o ator já está morto. Nessa mesma noite, enquanto Jeevan volta para casa, uma terrível gripe começa a se espalhar. Os hospitais estão lotados, e pela janela do apartamento em que se refugiou com o irmão, Jeevan vê os carros bloquearem a estrada, tiros serem disparados e a vida se desintegrar. Quase vinte anos depois, Kirsten é uma atriz na Sinfonia Itinerante. Com a pequena trupe de artistas, ela viaja pelos assentamentos do mundo pós-calamidade, apresentando peças de Shakespeare e números musicais para as comunidades de sobreviventes. Abarcando décadas, a narrativa vai e volta no tempo para descrever a vida antes e depois da pandemia. Enquanto Arthur se apaixona e desapaixona, enquanto Jeevan ouve os locutores dizerem boa-noite pela última vez e enquanto Kirsten é enredada por um suposto profeta, as reviravoltas do destino conectarão todos eles. Impressionante, único e comovente, Estação Onze reflete sobre arte, fama e efemeridade, e sobre como os relacionamentos nos ajudam a superar tudo, até mesmo o fim do mundo.