Mostrando postagens com marcador Deyse Torres. Mostrar todas as postagens

[Resenha] Maze Runner- Correr ou Morrer - James Dashner

 

Numa tradução livre, Maze Runner significa "Corredor do Labirinto", e essa informação é valiosa para termos uma noção do que vem por ai!


Sinopse: "Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho. Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam "A Clareira", um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar - chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo. Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr... correr muito."

Autor: James Dashner
Editora: Vergana e Riba
Páginas: 426.

[Resenha] Filme - A Caverna (2017)

Com uma premissa bastante interessante, A Caverna é um filme excepcionalmente intrigante.



Sinopse: 
" Um grupo de jovens imprudentes acaba preso numa caverna misteriosa durante a sua exploração. Lá eles não tardam a descobrir que o tempo passa de maneira diferente."

Direção: Ben Foster, Mark Dennis.
Elenco:Andrew Wilson, Cassidy Gifford,Brianne Howey.
Duração: 1h 27 min.

[Resenha] Área Militar - Nathany Teixeira


Podemos defini-lo, de imediato, como intenso.


Sinopse:
"Kimberly Digory é uma jovem que tem uma vida normal, apesar de saber que seus pais, Paul e Savannah Digory, trabalham para uma organização secreta do governo, como agentes disfarçados.

Em uma manhã nebulosa, Kim vê sua vida se transformar em um inferno quando, em uma emboscada, sua mãe é morta e seu pai desaparece. Então, a Área Militar é acionada. Um local criado para proteger os filhos de agentes envolvidos em organizações secretas. Kimberly é levada para lá e precisa seguir às ordens de um comandante de feições duras, conhecido como o Primeiro.

O que fez com que um jovem comandante possuísse em suas costas um cargo de tamanha honra e responsabilidade, ainda é um mistério para Kim. Movido por ódio e vingança, o Primeiro conseguiu se reerguer de sua ruína, tornando-se o maior comandante e autoridade máxima, criando assim inimigos poderosos.

Até o momento, o comandante Primeiro se sentia imbatível, pois não havia nada que se pudesse fazer contra alguém que não tinha família ou pessoas com quem se importar. Essa vantagem sempre esteve ao seu lado em seus inúmeros combates. O que ele não esperava era que um simples encontro poderia mudar tudo. Depois de muitos anos, o Primeiro tinha um ponto fraco. Com nome e rosto. Certamente, o mais lindo que ele já havia visto."

Páginas: 323.
Autora: Nathany  Teixeira.
Editora: Sonho de Livro.

[Resenha] A culpa é das estrelas - Jonh Green


Irei abrir para vocês o meu lado mais romântico e dar de presente aos leitores a resenha de um dos livros mais fofos da temática "romance adolescente".



Sinopse:
"A culpa é das estrelas" narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer - a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas. Inspirador, corajoso, irreverente e brutal, A culpa é das estrelas é a obra mais ambiciosa e emocionante de John Green, sobre a alegria e a tragédia que é viver e amar."


Autor: Jonh Green.
Editora: Intríseca.
Páginas: 286.

[Resenha] Diário de Anne Frank - Anne Frank.


Cabe ressaltar que histórias sobre a II Segunda  Guerra sempre serão aterradoras.




Sinopse:
“Anne Frank passou dois longos anos escondida no “Anexo Secreto” de um prédio de escritórios em Amsterdã, entre 1942 e 1944. Sua história é conhecida no mundo inteiro graças ao diário que ela escreveu para escapar do tédio do confinamento. Por meio dele, podemos acessar os sentimentos mais profundos da adolescente que, presa por tanto tempo em um pequeno cômodo com outras sete pessoas, ainda se revela uma jovem engraçada, sensível e cheia de esperança. O diário de Anne Frank  é um relato doce e, ao mesmo tempo, melancólico da garota judia e sua experiência durante a Segunda Guerra.”

Autora: Anne Frank.
Páginas: 337.
Editora: BestBolso.

[Resenha] Assassinato no Expresso do Oriente, de Agatha Christie.

 Assassinato no Expresso do Oriente, de Agatha Christie.


Sinopse:

"Nada menos que um telegrama aguarda Hercule Poirot na recepção do hotel em que se hospedaria, na Turquia, requisitando seu retorno imediato a Londres. O detetive belga, então, embarca às pressas no Expresso do Oriente, inesperadamente lotado para aquela época do ano. O trem expresso, porém, é detido a meio caminho da Iugoslávia por uma forte nevasca, e um passageiro com muitos inimigos é brutalmente assassinado durante a madrugada. Caberá a Poirot descobrir quem entre os passageiros teria sido capaz de tamanha atrocidade, antes que o criminoso volte a atacar ou escape de suas mãos."
Autora:  Agatha Christie.
Páginas: 223.
Editora: Nova Fronteira.

[Resenha] Ún1ca Filha - Anna Snoekstra


Ún1ca Filha, de Anna Snoekstra.

Obra de estreia da autora, demonstra o quanto Anna se desprende do casual para narrar uma instigante história onde nem tudo é o que se apresenta.


Sinopse: Rebecca Winter estava curtindo suas férias de verão. Trabalhava em uma lanchonete, tinha uma queda por um rapaz mais velho e saía com sua melhor amiga. Mas coisas estranhas surgiam ao seu redor: ela encontrou sangue em sua cama, passou a ter surtos de amnésia, sentia-se vigiada. Ainda assim, nada disso preparou Rebecca Winter para o que estava prestes a acontecer. Onze anos depois, a garota desaparecida foi substituída. Para fugir da prisão, uma jovem mulher declara ser a adolescente desaparecida anos atrás. A impostora assume a vida de Rebecca Winter. Dorme em sua cama. Abraça seu pai e sua mãe. Aprende os nomes de suas melhores amigas. Brinca com seus irmãos. Mas a família e os amigos de Rebecca não são quem dizem ser. Enquanto se esquiva do detetive que investiga o desaparecimento de Rebecca, ela começa a se dar conta de que o criminoso ainda está à solta – e ela, correndo risco de vida.
Autora: Anna Snoekstra.
Páginas: 256
Editora: HarperCollins

[Resenha] O Hobbit - J.R.R Tolkien


A famigerada obra O Hobbit é celébre e um dos clássicos obrigatórios para quem ama aventuras permeadas por anões, elfos, lobos e muitas outras criaturas mágicas.

Sinopse: "Bilbo Bolseiro  vive uma vida pacata no condado, como a maioria dos hobbits. Um dia, aparece em sua porta o mago Gandalf, o cinzento , que lhe promete uma aventura como nunca antes vista. Na companhia de vários anões, Bilbo e Gandalf iniciam sua jornada inesperada pela Terra Média. Eles têm por objetivo libertar o reino de Erebor, conquistado há tempos pelo dragão Smaug e que antes pertencia aos anões. No meio do caminho encontram elfos, trolls e, é claro, a criatura Gollum e seu precioso anel."