[Resenha] Área Militar - Nathany Teixeira


Podemos defini-lo, de imediato, como intenso.


Sinopse:
"Kimberly Digory é uma jovem que tem uma vida normal, apesar de saber que seus pais, Paul e Savannah Digory, trabalham para uma organização secreta do governo, como agentes disfarçados.

Em uma manhã nebulosa, Kim vê sua vida se transformar em um inferno quando, em uma emboscada, sua mãe é morta e seu pai desaparece. Então, a Área Militar é acionada. Um local criado para proteger os filhos de agentes envolvidos em organizações secretas. Kimberly é levada para lá e precisa seguir às ordens de um comandante de feições duras, conhecido como o Primeiro.

O que fez com que um jovem comandante possuísse em suas costas um cargo de tamanha honra e responsabilidade, ainda é um mistério para Kim. Movido por ódio e vingança, o Primeiro conseguiu se reerguer de sua ruína, tornando-se o maior comandante e autoridade máxima, criando assim inimigos poderosos.

Até o momento, o comandante Primeiro se sentia imbatível, pois não havia nada que se pudesse fazer contra alguém que não tinha família ou pessoas com quem se importar. Essa vantagem sempre esteve ao seu lado em seus inúmeros combates. O que ele não esperava era que um simples encontro poderia mudar tudo. Depois de muitos anos, o Primeiro tinha um ponto fraco. Com nome e rosto. Certamente, o mais lindo que ele já havia visto."

Páginas: 323.
Autora: Nathany  Teixeira.
Editora: Sonho de Livro.

A narrativa se inicia com a introdução da protagonista em um ambiente normal da vida de uma estudante Universitária. Com uma amiga e um ex-namorado, a história tinha tudo para ser, podemos julgar, aparentemente clichê.

Contudo, com o baque da morte da mãe e reviravolta na vida de Kim, podemos passar a alterar essa visão.

E é com a citação inicial da morte da mãe que posso tecer o primeiro paralelo:  a autora busca da alma os momentos de tensão para trazer ao leitor uma experiência extremamente crucial da dor que se assemelha com a realidade e torna esses momentos os melhores da leitura.

É uma mistura bastante intensa de romance e muito drama, onde  vemos uma protagonista que ascende aos poucos, demonstrando timidez ou até fraqueza de início. Desse modo, ao conhecermos um pouco do local que é a Área Militar, paralelamente conhecemos a história que envolve as pessoas que vivem ali.

Assim, nasce um dos âmagos da história e a relação com o personagem chamado misteriosamente de "Primeiro ", capaz de tudo para manter a ordem e ser o melhor Comandante, desenrola. E é exatamente para tirar a ordem do local que Kim chega.

Sob o olhar de Kimberly e Primeiro, a narrativa alternada traça o que ambos conhecem de seus mundos tão diferentes, podendo dar ao leitor a experiência completa de se conhecer quem são os agentes que dão suas vidas para salvar o país.

De modo geral, a autora desenvolve bem o olhar dos personagens sob um perpectiva bastante verossímil, trazendo ao leitor a oportunidade de identificar sentimentos e ações. Um livro claro e objetivo, mas que tem tudo para cativar sua leitura de fim de semana.

Classificação



Nenhum comentário