“Nunca julgue um livro pela capa”, mas como não julgar esse capa super fofa?

Resultado de imagem para o poeta sabiá editora cene

Sinopse: Alçando audaciosos voos pela literatura desde muito cedo, Alan hoje aos 13 anos voa mais alto ao lado de sabiás, juazeiros e ícones da literatura cearense e brasileira nesta obra repleta de simbolismos e referências. O Poeta Sabiá é um convite para o deleite e reflexão, pelos olhos de uma criança que exala sabedoria e enche-nos de esperança num novo amanhecer.


Autora: Alan Silva 
Editora: CeNE
Páginas: 116






                Quando perguntaram quem queria ler “O poeta sabiá” e contaram que se tratava de um livro de poesia escrito por um rapaz de 13 anos, meu coração derreteu. E derreteu ainda mais quando descobri também que as ilustrações foram feitas por uma jovem de 14. Pode parecer bobeira, mas já parou para pensar onde você estava quando tinha entre 13 e 14 anos? Não sei vocês, mas eu não estava escrevendo ou ilustrando um livro, então posso dizer que fiquei boba ao ver exemplos tão novos com uma oportunidade de serem reconhecidos.


           Em “O poeta sabiá” fui surpreendida com a profundidade que o Alan alcançou. Confesso que esperava ler coisas fofas, mas não tão profundas. O jovem autor consegue compreender e repassar o sentido de assuntos sérios como a morte, conscientização da preservação da natureza, falar sobre sua existência, exaltar a cultura nordestina e ainda fazer homenagens a professores, sua irmã e as mães. 
             
            Alan é um escritor doce e sábio, sendo reconhecido logo na apresentação por Pedro Bandeira, onde a seguinte frase me tocou:  
 "Porque quem é grande hoje, será maior amanhã."

                Eu acredito que o jovem autor já é grande hoje, então amanhã ele será gigante.
 Não posso deixar de lado as ilustrações! Com traço grossos e cores vivas, Maria Xilo presenteia o leitor com representações simples e ao mesmo tempo marcantes dos poemas de Alan. 



















           A leitura foi leve e me arrancou diversos sorrisos e me levou a algumas reflexões sobre metas, começos e sobre o tempo...

            Posso dizer que há muito tempo eu não sentia que lia algo tão puro que me tocasse tanto. Em algumas poesias eu senti a solidão de Alan, em outros um pouquinho do crescimento dele e fiquei muito surpresa com a maturidade com que ele parece encarar a vida.

                Outro ponto que já citei lá em cima, mas vou repetir porque considerei muito relevante é a ênfase na cultura nordestina. Em muitos momentos Alan descreve experiências dos nordestinos como sendo um povo que passa por diversas dificuldades, mas que as supera e está sempre tentando manter um sorriso. Um viva à eles!

 Fica aqui a dica de quem quer ter uma experiência leve e linda.

 Simplesmente encantador.

Amor em ciclo


"Vida e amor circundam-nos.

Eles estão dentro de nós;

Nunca estamos sós,

Pois temos o poder de viver,

O prazer de amar.

És o amor eterno em mim."


 Torço para que tenhamos mais exemplos como Alan e Maria.

Classificação
 

d5a0c684-fb33-4fe2-bd51-312bd0e8bd1d.jpg (233×88)

12 Comentários

  1. Que resenha mais fofa! Combina muito com o livro que parece ser outra coisa linda, adorei as imagens e as ilustrações que estão no livro.

    ResponderExcluir
  2. Que histórica bacana! Muito legal ver pessoas tão jovens se dedicando aos prazeres que a arte pode nos garantir, ao alívio que uma poesia garante às almas atribuladas, à liberdade que os tracejos que ganham forma a cada gesto sobre o papel podem oferecer. Pelo pouco que percebi nosso jovem autor tem muito talento, espero que cresça e cada a dia e nos orgulhe bastante!
    Abraços! 😊

    ResponderExcluir
  3. Como vai? Não lembro de ter visto esse livro por aí.
    Adorei as imagens internar do mesmo, e adoro essas ilustrações que em geral além de bem feitas elucidam de maneira especial a história.

    A premissa me parece trazer grandes reflexões e costumo curtir livros assim.
    Obrigada pela dica.
    Beijos.

    Além das Páginas

    ResponderExcluir
  4. Essa leitura deve ser bem interessante e gostosa de se fazer. Fiquei interessado na obra e desejo ler esse livro sim.

    ResponderExcluir
  5. Olá Vanessa,

    Com certeza esse livro vai para a minha lista de desejados. O primeiro fato que me chamou atenção é por ser uma representação da cultura nordestina. Como uma boa nordestina, vou amar ler esta obra. Outra coisa que me surpreendeu é o autor ser tão jovem e mesmo assim conseguir passar tanto sentimento, como você citou. Sua satisfação e animação com a obra, me fazem querer ter essa experiência também. Os traços dos desenhos são lindos!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Ahh que lindo, parece ser uma daquelas leituras fofas e com certeza nos trazer algum aprendizado. Amei!

    ResponderExcluir
  7. Ai que coisinha mais meiga e linda!!! Adorei essa dica, quero muito ler porque eu ja me derreti inteira. <3

    ResponderExcluir
  8. OLÁ!

    Adorei as ilustrações desse livro, parece ser bem interessante!

    ResponderExcluir
  9. Adorei a dica! Que resenha!! Deu vontade de ler o livro. Nem parece que foi uma criança de 14 anos que desenhou. ❤

    ResponderExcluir
  10. olá!
    Que indicação bacana, não conhecia este livro, mas deve se ótimo pelo que li na resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Olá, Vanessa! <3
    Acabei de colocar este livro na minha lista de compras da Black Friday! *-*
    Fiquei apaixonada pela arte deste livro e a sua resenha me convenceu de que a leitura dele é maravilhosa. AMEI MUITO!! Obrigada por esta indicação, preciso de mais livros assim na minha estante.

    Beijoooos! =*

    ResponderExcluir
  12. Estou encantada pelas ilustrações. Só de ler sua resenha já fiquei admirando o autor que conseguiu fazer um trabalho tão bacana e que exalte sua cultura, mesmo com tão pouca idade. Obrigada por me apresentar a "O poeta sabiá".

    ResponderExcluir