Olá gente!


            Hoje eu vim indicar um YA muito amorzinho da autora Stephanie Perkins, leiam a resenha para saber o que eu achei de Lola e o garoto da casa ao lado.





Sinopse: A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa mais brilhante, mais divertida, mais selvagem  melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket um inventor habilidoso sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.



Autora: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Paginas: 285






É oficial Stephanie Perkins conseguiu me ganhar por completo, primeiro ela escreve aquela maravilha de Anna e o Beijo Frances que por sinal foi minha primeira resenha aqui no blog (AQUI) e não satisfeita nos presenteia com Lola e o Garoto da casa ao lado.  Esse segundo livro conseguiu me curar de uma ressaca absurda e me fez muito feliz, uma coisa que eu estava com medo de não acontecer nunca mais (confesso), tive por um momento a sensação que nenhum livro na face da terra me prenderia de novo (dramática? Sim ou claro?), felizmente isso não aconteceu.



























           A historia gira em torno de Dolores ou apenas Lola, uma menina de atitude, cada dia é uma pessoa diferente com seus figurinos, pois como está escrito na sinopse ela acredita em trajes e você percebe isso ao longo da leitura, ela tem bom caráter, é divertida, ama a família e lida muito bem com o fato de ter sido adotada por um casal gay super protetor, além disso, é amiga e romântica.

Cricket Bell é muito tímido e sempre ficou as margens da vida da irmã Calliope (adorei os nomes) que é uma patinadora famosa que está em busca das olimpíadas, por isso TODA a família se volta inteiramente para as necessidades dela esquecendo o seu irmão gêmeo. Cricket é um menino inteligente, na verdade ele é um inventor, que segundo Lola se veste muito bem.




Quando a Família Bell volta a morar na casa ao lado, Lola acha que já está curada e esqueceu completamente o que sentiu por Cricket no passado, ela já namora Max um cara lindo e sexy que toca em uma banda de rock e tem atitude, mas será que é mesmo o que ela quer? Por fim descobrimos que nem tudo foi como ela pensava, que o menino da casa ao lado nunca quis machucá-la e o mais importante, eles nunca se esqueceram. Porém agora ela tem uma vida, um namorado, porém a duvida do sentimento que talvez ainda sinta por Cricket é o que faz girar toda a história e a cabecinha da protagonista.

O que mais me encanta nos livros de Stephanie Perkins é a forma que ela mostra que não precisamos ser perfeitos para sermos amados e que são nossas imperfeições que nos fazem únicos. Eu nunca escondi de ninguém que sou chegada em um bad boy literário, mas devido aos dois livros da autora que eu já li comecei a prestar a atenção no cara legal, que é seu amigo e está ali por você. Não deixo de ter uma queda pelo lado negro da força, mas eu gosto do jeito que me sinto quando leio os livros dela e me encanto com o imperfeito,com a simplicidade, o descomplicado e essa divisão sobre o certo e o errado que todo mundo tem dentro de si, por isso, algumas vezes eu achei que o Max era o cara, sendo que Cricket estava sempre ali do lado para me lembrar do amor puro que não pede nada em troca.


















Antes de acabarmos com essa resenha, quero dizer também que eu fiquei muito contente em saber como estão Anna e o St. Clair, que eles continuam apaixonados e são amigos da Lola , eles apenas aparecem uma vez ou outra, de qualquer forma foi especial.

Percebam que minha edição é a antiga, por isso, a capa é diferente das comercializadas hoje e mesmo tendo um carinho muito especial pelo meu livro pretendo mudar para a capa nova, pois acho mais bonita e como o último livro só está disponível com a nova edição publicada pela Intrínseca acaba destoando muito na estante.




Para terminar quero dizer que para relaxar e ser feliz o melhor remédio é ler os livros da Stephanie Perkins, eles têm minha total recomendação.



Classificação

Beijos e até a próxima!


Deixe um comentário