[Resenha] Filme Nada a Perder 2

Nada a Perder 2 

Sinopse: Após deixar a prisão, em 1992, Edir Macedo (Petrônio Gontijo) atravessa uma série de provações: a conduta inapropriada de outros bispos da Igreja, o ataque de políticos e católicos, a doença de sua mãe, a tragédia do desabamento do teto de uma Igreja em São Paulo. Enquanto isso, fiéis começam a ser perseguidos nas ruas e as Igrejas correm o risco de fechar. Pressionado, ele decide subir o monte Sinai e visitar Jerusalém, onde tem uma ideia: construir o Templo de Salomão, réplica do local homônimo citado na Bíblia, localizado em São Paulo. 
País de origem: Brasil
Ano de produção: 2019
Diretor: Alexandre Avancini
Elenco: Petrônio Gontijo, Dalton Vigh, Beth Goulart, Day Mesquita, Eduardo Galvão

         Em Nada a Perder 1 [Se você ainda não viu tem resenha do filme AQUI!] o objetivo era esclarecer polêmicas e contar sua história desde a infância até o surgimento da igreja universal do Reino de Deus. Já nesta segunda parte foca no crescimento da universal pelo mundo, e principalmente o quanto ele foi perseguido, denunciado. 

         A igreja que o Bispo ajudou a fundar foi muito perseguida também na época pelo famoso episódio polêmico “chute na santa" em um feriado da Nossa Senhora Aparecida. Naquele dia um Bispo levou uma imagem da santa para o programa e criticou a adoração de ídolos.        
         A partir daí gerou uma verdadeira guerra entre católicos e evangélicos, onde destruíam igrejas, e perseguiam quem fazia parte dela. Bispo Macedo também sofreu a 1ª traição de sua carreira, onde um ex-bispo da Universal entregou para uma grande emissora de TV, vídeos que continham a intimidade dos bispos, e foi mais uma ataque a ele, com uma notícia dizendo que extorquiam o dinheiro das pessoas. 

         Com tantas provações acontecendo, Edir Macedo precisou lidar com a morte de sua mãe e o desabamento do teto em Osasco, o que infelizmente teve várias vítimas. Quando várias pessoas acharam que universal não teria mais como se reerguer, Edir agarrou-se a sua fé e deu a volta por cima a partir de uma viagem ao Monte Sinai.


         Devo dizer que o ator que interpreta o Bispo Macedo está cada vez mais parecido com o mesmo  é incrível a semelhança. Duas cenas foram minhas preferidas, a inauguração do templo em Soweto foi uma delas, não teve quem não sentisse vontade de dançar junto com eles e a inauguração do Templo de Salomão onde antes de começar a Reunião tem uma retrospectiva de tudo que passou até chegar ali (confesso que foi emocionante). 

         Então sem mais delongas encerro esta resenha critica por aqui 

Um comentário

  1. Ainda não vi o filme, mas achei bem interessante. Exemplo de superação e fé.
    Bjus,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir