Olá gente!

            Hoje vamos conversar sobre um livro que superou todas as minhas expectativas, estou falando de  Boa noite da autora Pam Gonçalves.


Boa NoiteSinopse: Alina quer deixar seu passado para trás. Boa aluna, boa filha, boa menina. Não que tudo isso seja ruim, mas também não faz dela a mais popular da escola. Agora, na universidade, ela quer finalmente ser legal, pertencer, começar de novo. O curso de Engenharia da Computação - em uma turma repleta de garotos que não acreditam que mulheres podem entender de números -, a vida em uma república e novos amigos parecem oferecer tudo que Alina quer. Ela só não contava que os desafios estariam muito além da sua vida social. Quando Alina decide deixar de vez o rótulo de nerd esquisitona para trás, tudo se complica. Além de festas, bebida e azaração, uma página de fofocas é criada na internet, e mensagens sobre abusos e drogas começam a pipocar. Alina não tinha como prever que seria tragada para o meio de tudo aquilo nem que teria a chance de fazer alguma diferença. De uma hora para outra, parece que o que ela mais quer é voltar para casa.


Autora: Pam Gonçalves
Editora: Galera Record
Páginas: 240



            Não é o primeiro livro que eu leio de autoria da Pam, eu pulei a ordem e comecei com Uma história de verão (AQUI), mas esse foi de fato o primeiro livro solo escrito pela autora que já era minha booktuber preferida, então quando eu soube que ela ia autografar em uma livraria perto da minha casa não perdi tempo e corri par garantir meu autógrafo, desde então o livro estava na minha estante esperando uma oportunidade e eu fico muito triste em dizer que fui uma idiota por ter demorado tanto tempo para conferir a história da Alina.






















           

             Depois de ver nas redes tantas críticas sobre livros de booktuber e compartilhar de algumas opiniões, me sinto na obrigação de dizer que a Pam é muito talentosa, ela pegou a bagagem de leitora e construiu uma história incrível, envolvente, crítica, leve e empoderadora. Terminei a leitura em dois dias apenas, me vi completamente envolvida na vida na personagem, imersa em seus problemas e torcendo muito por sua felicidade.

            Alina é uma menina que saiu de uma cidade pequena no sul do país chamada Laguna para estudar engenharia da computação em Pedra Azul (cidade universitária), já começamos a entender a personagem pela escolha do curso que é ocupado esmagadoramente pelo sexo masculino, a protagonista sofre bastante com o preconceito e precisa provar todos os dias que é muito capaz, até mais do que aqueles espertinhos com piadas machistas na ponta na língua, achei muito forte da personagem encarar tudo de cabeça erguida e sempre um passo a frente, não levando desaforo para casa, mas sem se envolver em maiores problemas.


        A princípio é fácil pensar que o livro é sobre preconceito, autoconhecimento, amadurecimento e mudança, mas Pam conseguiu introduzir de forma tranquila, bem elaborada e forte o tema sobre violência sexual em universidades, ela levantou uma bandeira até então deixada de lado na literatura brasileira (que eu saiba) e fez isso lindamente, mostrando que união e respeito são o principal alicerce para combatermos esse e qualquer mal, apresentou para aqueles que não conheciam a palavra sororidade, levantou uma discussão pertinente sobre a forma que as faculdades lidam como assunto, sempre se eximindo de qualquer responsabilidade. Enfim, esse é um livro além de bem escrito e envolvente, muito pertinente para as discussões atuais e atemporais do universo feminino.

            Uma coisa que me deixou bem contente foi à ambientação da narrativa, esse é um livro totalmente BR, sem necessidade de importar histórias, nomes ou lugares. Me deixa muito feliz quando um autor nacional usa o nosso cenário para suas histórias.



























            Com receio dessa resenha ficar enorme, vou apenas levantar a questão dos personagens, gente o que é a Manu? Que menina maravilhosa, para cima, doidinha, mas com muitas questões, voto para que a Pam conte a história dela e de quebra nos dê um vislumbre de como anda nossa Alina, afinal essa história e esses personagens já são nossos. Toda a galera da república é de mais, as meninas da sala da Alina também são incríveis, ou seja, quero livro de todo mundo, mas se for para escolher apenas um fica o recado “ Pam querida, escreve sobre a Manu”.



            Eu deixo vocês com essa recomendação, um livro nacional de primeira qualidade, não deixem de conferir Boa Noite.

Classificação
 

Beijos e até a próxima!



8 Comentários

  1. Oiiii,

    Vou ser bem honesta e dizer que eu sou da galera que tem preconceito, não só com livro de booktuber, mas com livros de youtubers no geral kkkkkk Eu nunca linkada da Pam e pra ser bem sincera acho que nunca nem assisti a algum vídeo dela, mas gostei da premissa desse livro e quero saber como ela faz pra realmente fazer a diferença quando as coisas começam a dar ruim. E fiquei intrigada pra saber o porquê do título e qual a relação dele com a história rs.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem? Não conhecia essa autora e nem o livro, fiquei intrigada com a história como Alina queria fazer a diferença em um meio machista, fiquei preocupada com a abordagem de assédio sexual espero não aconteceu nada com Alina kkk, obrigado por compartilhar essa história sua resenha está de parabéns, bjs!

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!

    Já vi videos da Pam, mas não sabia que ela tinha escrito livro!!! A história parece ser bem oportuna e forte, com a temática da violência sexual, haja vista que isso acontece e não é discutido nos meios acadêmicos!
    Gostei muito da sua escrita!
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Apesar de achar a Pam muito simpática, a sinopse não me deixou curiosa para ler o livro. Acho que esse não é o tipo de trama que eu gosto, então vou deixar a dica passar!!
    Mesmo assim, adorei ver a sua alegria e empolgação com o livro. É ótimo quando a gente encontra alguma história assim!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro bem legal! Já me identifiquei com a personagem por não levar desaforo pra casa e já ter feito um curso onde a maioria são homens.
    Interessante ela abordar sobre violência sexual em universidades, também não tinha visto um livro deste tipo ainda.
    Gostei bastante da sua resenha e ela me deixou com vontade de ler o livro.

    Beijos
    FLeituras

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem? A Pam é uma fofa, foi um dos primeiros canais que conheci e amei demais! Já li Boa noite e a unica coisa que me incomodou é como a personagem muda completamente, inicialmente diz que é toda timida e nunca sai, e logo depois tá em festas todo dia haha a impressão que tive é que pam quis construir duas personagens diferentes em uma só, e não rolou. No mais, a história é sensacional e eu adorei os temas abordados.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?

    Eu nunca senti um interesse genuíno em fazer essa leitura. Eu li algumas resenhas positivas, outras negativas, e vi gente até falando que a abordagem dos assuntos é até meio forçada. Entretanto, acho bacana o plot da violência sexual, realmente é algo pouco abordado na literatura - seja BR ou gringa. Então, forçado ou não, acho importante.

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente a minha experiencia com este livro não foi tão positiva como a sua. Achei a trama um pouco leviana em tratar um assunto tão sério com pouca profundidade. Não entendi bulhufas do aplicativo que as meninas criaram e não entendi a razão da protagonista querer tanto uma vida nova longe da família.
    Mas que bom que você gostou.
    beijos

    ResponderExcluir