Sabe aquele momento em que apesar da sua vida ser um sucesso, surge aquela pontinha de insegurança e movida pelo impulso você faz uma pequena loucura? Não? A Amanda conhece. E graças a este impulso ela se mete em uma deliciosa confusão...

 Sinopse: O que fazer quando você é a madrinha do casamento de sua prima e melhor amiga, mas não deseja encarar sozinha seu primeiro amor... Aquele que te traiu ás vésperas de se casarem anos atrás?
Simples, você pode beber algumas taças de vinho, tomar coragem e pedir um favor a um de seus exs.
Em meio as loucuras de sua família casamenteira, uma noiva em crise, um ex-noivo que ainda mexe consigo, ela ainda se vê completamente confusa quando seus exs se unem dispostos a reconquistá-la.
Quem vai levar a noiva... Ops, a madrinha?


Autora: Hadassa . M. Vaz
Editora:Sekhmet
Páginas: 118


      Amanda é uma advogada bem sucedida de 30 anos, que mora em São Paulo. Leva uma vida boa, está para ser promovida no trabalho, tem sucesso, conforto... até que um dia chega um convite para ser madrinha de casamento de sua prima ao lado de ninguém mais, ninguém menos que seu ex-noivo, com quem terminou as vésperas do casamento por o ter flagrado a traindo. E é aí que começa a nossa história.
    Apesar de ser uma mulher independente e bem sucedida, Amanda te medo de ser chamada de solteirona aos 30 anos, o que mostra como ainda é para muitas mulheres, difícil se desassociar de conceitos e padrões pré estabelecidos pela sociedade. Durante uma noite regada a muito vinho, Amanda acaba mandando um e-mail para um de seus ex namorados o convidando para ir com ela ao casamento. Neste momento o livro me lembrou muito o filme " Muito Bem Acompanhada", em que a protagonista aluga um garoto de programa para acompanhá-la ao casamento da irma. Mas a semelhança acaba aí.
     No dia seguinte, Amanda descobre que não convidou um ex, e sim os seus três ex-namorados, um advogado americano, um escritor inglês e um pintor italiano, e que ambos aceitaram o convite. Mas eles não querem apenas ser os acompanhantes dela, eles querem um relacionamento entre todos eles.
"Poderia dar certo? Ainda que não tivesse coragem de admitir tal pensamento em voz alta, a ideia de que não precisasse escolher entre os três e que eles realmente pareciam dispostos a darem uma nova chance a um relacionamento com ela, lhe deixava em êxtase"

      O livro não me convenceu nos primeiros capítulos, mas depois que fui pega totalmente de surpresa e devorei a história em poucas horas. O livro é curto,  algumas coisa deixaram a desejar e poderiam ser mais exploradas. Por falar de poliamor acredito que todas as pessoas envolvidas devem ter uma química e não foi isso o que senti entre os três homens embora ache que entre os 4 funcionou bem. Eles aceitaram a situação do poliamor com muita facilidade e achei que ficou um pouco forçado.
      É um bom livro para se ler em uma tarde para curar uma ressaca literária, é divertido e leve, apenas gostaria que tivesse mais história.



Um Comentário