Olá galera!

     Que tal descobrir o que eu achei de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald? Garanto que essa resenha vai te surpreender!



Sinopse: Newt Scamander (Eddie Redmayne) reencontra os queridos amigos Tina Goldstein (Katherine Waterston), Queenie Goldstein (Alison Sudol) e Jacob Kowalski (Dan Fogler). Ele é recrutado pelo seu antigo professor em Hogwarts, Alvo Dumbledore (Jude Law), para enfrentar o terrível bruxo das trevas Gellert Grindelwald (Johnny Depp), que escapou da custódia da MACUSA (Congresso Mágico dos EUA) e reúne seguidores, dividindo o mundo entre seres de magos sangue puro e seres não-mágicos.






Lançamento: 15 de Novembro de 2018
Duração: 2 h e 14 minutos
ElencoEddie Redmayne, Katherine Waterston, Dan Fogler e  mais
Gênero: Fantasia e aventura


            Ser blogueiro e ter o compromisso de ser sincero com vocês leitores, tem seus prós e contras, nós já não assistimos a um filme da mesma maneira, buscamos detalhes, percebemos coisas que em outra situação passaria despercebido ou seria ignorado. Como uma boa fã do universo mágico de Harry Potter tenho dentro de mim uma voz dizendo que tudo o que tem a ver com J.K Rowling é maravilhoso, mas meu senso crítico e com uma percepção diferente por causa do blog eu não posso ignorar que esse filme é falho e entregou bem menos do que eu esperava.


            Antes de ser massacrada por fãs mais fervorosos quero deixar claro que o talento da J.K é inegável, a mulher é muito competente e tem um domínio absurdo de seu universo, porém até a rainha das rainhas comete falhas e isso acontece nesse caso, onde a mesma atuou como roteirista, um caminho novo em sua vida. Tenho total confiança em dizer que o filme não foi um tremendo fiasco graças a esse talento da autora, que deu um jeito de colocar elementos, criar explicações e conexões que nunca existiram. Para quem prestou atenção nos livros de Harry Potter e teima em linkar informações já fornecidas pela autora na franquia anterior, algumas coisas se tornam previsíveis ou falhas, mas para quem chegou agora ou não se ateve aos detalhes a narrativa do filme pode funcionar muito bem. 

            Para começo de conversa no filme acontecem vários nadas por muito e muito tempo, isso acredito eu se valha do fato do filme ter ido de uma trilogia para uma série de 5 filmes, deixando buracos de 2 filmes a serem preenchidos e por mais competente que seja uma equipe, tem coisas difíceis de contornar e eu relevei muito por conta disso, afinal não é culpa deles que por motivos misteriosos (cof, dinheiro, cof,) a Warner Bros tenha estendido a franquia. Outro culpado pelo meu pequeno desapontamento é o fandom, quando você escuta e lê inúmeras vezes que algo é maravilhoso, se espera encontrar tal coisa.


            Deixando as falhas de lado um pouco, quero ressaltar a qualidade visual magnífica, não deixando a desejar em nada nesse quesito, mesmo tendo um tom mais sombrio o filme é claro e as paisagens são esplêndidas, assim como cada detalhe e os efeitos especiais. Assistimos ao filme em 3D legendado e foi unanime que a qualidade está maravilhosa, consegui perceber o 3D a todo momento até mesmo nas partes mais sutis e a legenda está bem visível também.

             No primeiro filme foi dito que o Newt não era carismático o suficiente, coisa que ele não é, mesmo com a tentativa de tiradas engraçadas, mas eu li uma matéria (que eu não sei se é Fake) dizendo que o personagem tem autismo de uma forma mais leve, o que explica sua dificuldade com contato físico e social, sua conexão intensa com os animais e sua inteligência, ressalto que não sei se é verdade, mas faz muito sentido e vendo com esses olhos Newt ganha outro contexto.



            De todo filme quatro coisas me marcaram, primeiro foi o protagonismo do Credence. Sua história é bem tocante, sua busca por respostas e amor fazem dele manipulável e vemos isso a todo instante, espero que na hora certa ele mostre sua força e encontre as respostas que tanto procura. O que nos leva a segunda coisa que me marcou, não fui convencida com o final, não fez sentido nenhum para mim e não acreditei em nada daquilo (quem assistiu sabe). Terceira coisa foi a lógica da linhagem Lestrange e sua continuidade, estou até agora um pouco perdida nisso ai.


            Para a última coisa que me marcou separei um parágrafo, achei espetacular o discurso do Grindelwald, não estou falando de atuação, estou falando do reconhecimento em suas palavras, da forma como ele manipula multidões, faz sua verdade única, convence que sua maneira é a única maneira e isso é extremamente próximo da realidade. No mesmo tópico vemos a diferença entre vilões, enquanto Voldemort usava de força, quem se opunha a suas ideias morria, Grindelwald usa da oratória para convencer a que comprem sua causa o que faz dele muito mais perigoso do que o Lorde das Trevas.


            Ainda temos três filmes a caminho e MUITAS pontas soltas para serem amarradas, mas eu acredito muito no poder da autora para entregar uma história impecável, acredito nela para arrumar as falhas e manter a magia viva nas nossas vidas, até porque segundo informações o próximo filme terá uma participação ou será gravado no nosso país.

            Contem o que acharam do filme (sem spoiler), as expectativas para os próximos e tudo mais envolvendo esse universo tão único. Obrigada pela companhia.

Beijos e até a próxima!!!

Um Comentário