Olá gente!

            Fui assistir ao filme mais falado do momento e não perdi tempo, corri para contar tudo o que eu achei de Cinquenta Tons de Liberdade para vocês, relaxem que é sem spoiler.




Sinopse: Superados os principais problemas, Anastasia e Christian agora têm amor, intimidade, dinheiro, sexo, relacionamento estável e um promissor futuro. A vida, no entanto, ainda reserva surpresas para os dois e fantasmas do passado como Jack Hyde e Elena Lincoln voltam a impedir a paz do casal. Adaptação da última parte da trilogia de E. L. James iniciada em Cinquenta Tons de Cinza.








Data de lançamento: 8 de Fevereiro de 2018
Duração: 1 hora e 46 minutos
Elenco:  Dakota Johnson, Jamie Dornan, Eric Johnson e mais...
Gêneros: Erótico, Drama, Romance

            Esse filme começa já com pontos por ter uma história melhor construída e executada, temos pelo menos duas problemáticas que andam em conjunto e foram bem trabalhadas, fora a cena que partiu meu coração e me fez sentir pela primeira vez alguma coisa lendo os livros. Depois passamos para o pôster do filme que está maravilhoso e para meio entendedor um pôster de divulgação basta “O jogo virou não é mesmo Sr. Grey?”

            Seguimos com a boa avaliação dizendo que o filme é bem fiel ao livro, logicamente que algumas cenas ficaram de fora, mas nada que realmente faça falta, a fotografia é de tirar o fôlego, nos apresentando um filme claro, com belas vistas já que o casal está viajando pela Europa, essas são cenas rápidas, mas que garantem uma bela fotografia, fora que Ana e Christian tem um gosto muito parecido com meu para viagens. Temos também a vista da cidade de Seattle, sempre com imagens aéreas que deixa tudo bem mais encantador.



 É notória a mudança nesse terceiro filme, percebemos logo de cara pelo ar descontraído que é passado, com personagens mais livres e felizes. O ponto alto dos filmes da franquia na minha opinião sempre foi a trilha sonora impecável e nesse caso não foi diferente. A trilha está maravilhosa, porém muito diferente da apresentada nos primeiros filmes, não tão sensuais, dessa fez tudo girou em torno de felicidade então as músicas passam isso, mais para cima, dançantes, sem perder a essência. Parece que que a trilha seguiu o rumo dos protagonistas casando perfeitamente com o momento que estão e com a história.

As cenas de sexo foram mais “trabalhadas”, achei bem mais explicito que nos outros filmes, com muito mais contato físico por parte dos atores. Mas não chega ser vulgar é só algo a se pontuar. Acho que muito disso se vale ao da Ana está bem mais madura sexualmente falando, nesse filme ela está no controle por algumas vezes e foi bem legal ver essa mudança de dinâmica na história, deixou BEM claro o que fica nas entrelinhas no livro. Confesso que em alguns momentos eu pensei “isso não funciona na vida real” ou “essa menina é bem sensível ao toque”, mas sendo um filme deixo passar sem me importar de fato.







É bem perceptível que é um filme para agradar ao público feminino, começando pelo elenco masculino bem escolhido, até mesmo o figurante foi bem escolhido (direi apenas isso). Vemos nesse filme mais imposição feminina, tirando aquela imagem de mulher coitadinha, virgem e sexualmente frustrada, entramos na zona do relacionamento de igual e vemos Ana tomar as rédeas de sua vida, olhando Christian nos olhos e mostrando a que veio e que é competente e capaz de alcançar suas metas sozinha. Também somos apresentados a um Christian mais humano, disposto a ceder em prol do outro, mais família e menos confuso e complexado.

James e Dakota evoluíram com seus personagens, não apenas na interpretação, mas na fisionomia, estão bem diferentes do primeiro filme. Dakota está de fato espetacular, muito linda e parece muito mais segura nas cenas de nudez. Já James seguiu como Christian e começou a colocar expressão naquele rosto, coisa que realmente acontece nos livros e foi maravilhoso ver isso nas telonas. Adorei ver como os dois se sobressaíram, se provaram e provaram para todos que julgavam o trabalho deles.









Para terminar minha opinião sincera sobre o filme é que está de acordo com minhas expectativas, foi leve, sensual, apresentou as cenas que eu queria ver e teve uma trilha bem bacana (que já estou colocando no celular), sem grandes furos e correria, terminando o terceiro e último filme da franquia Cinquenta Tons de forma bem positiva que agradou minha Deusa interior!

Quem ai já foi assistir ao filme do momento? Contem para mim nos comentários o que acharam e para quem não assistiu contem suas expectativas, para quem quiser tem trailer do filme clicando AQUI.

NOTA: Tem cena depois dos créditos, não deixem de assistir!

Beijos e até a próxima



6 Comentários

  1. Olha, sua resenha ficou bem legal, mas eu não consigo gostar dessa história, então, estou feliz que acabou. Acho essa trilogia muito close errado. =/

    ResponderExcluir
  2. Oi Thaysa, que bom que houve uma evolução, pois em se tratando do James, eu fiquei decepcionada com ele no primeiro filme Robótico demais para o meu gosto.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Olha, eu sempre tenho dúvidas com esse 'vulgar' que os blogueiros pontuam, eu nunca sei do que realmente se trata. Sobre o filme, assisti o primeira e quase morro de tanto rir, pra mim funcionou como uma comédia. Eu não iria ao cinema para ver Cinquenta Tons de Liberdade, mas se passar na tv, vejo linda, concordo com você sobre a trilha sonora, bacana

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Ainda não assisti o filme, mas confesso que estou animada. Apesar de ter demorado muito e já ter desanimado com a trilogia, porém sempre curto conferir as adaptações, sei que não será fiel ao livro, mas como entretenimento é válido.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Eu particularmente não curti o primeiro filme, se não me engano chama cinquenta tons de cinzas, correto? Eu achei tão ruim o filme que até dormi e não pretendo assistir os outros da série. Mas fico feliz que o filme atendeu as suas expectativas!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Eu não sou muito chegada na trilogia Cinquenta tons de cinza, mas gostei bastante dos filmes, foram bem produzidos e eu amei o ator que fez o Christian, ele é muito lindo e isso foi ótimo para o filme, eu gostei de dos três filmes, foram bons filmes

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...