Salada Mista: Literatura erótica - Gêneros Literários #1


Olá gente!

            Tudo bem com vocês? Estou aqui hoje para conversarmos sobre literatura erótica, não sei se vocês já viram o meu post sobre gêneros literários (se não viram CLIQUE AQUI), nele eu falei um pouquinho de cada um e me propus a trazer um post mais completo sobre cada um deles separadamente. Para começar eu resolvi trazer logo o mais polêmico (sou dessas). Então hoje vamos falar sobre S.E.X.O, mas precisamente sexo nos livros, levem em conta que muitas coisas que forem ditas aqui nesse post é baseado na minha visão sobre o assunto.




            O que o Wikipédia diz?
Ficção erótica é o nome dado à ficção que contém ou se baseia em temas relacionados com sexo ou erotismo, geralmente é uma forma literária diversa (e com mudanças significativas) quando comparada com a ficção utilizada em revistas pornográficas, e pode conter, por vezes, sátira ou crítica social. Essas obras têm sido frequentemente proibidas pelas autoridades.

Em outras palavras, literatura erótica não é a mesma coisa que ver revista pornô, nessas revistas o apelo é unicamente visual, já na literatura o sexo é tratado como forma de amor e conhecimento do próprio corpo e do corpo do outro. Como sexo é Tabu o governo há muito tempo atrás proibia esse tipo de leitura, até porque mulheres não deveriam gostar, nem ter acesso a tais sem-vergonhices.




            Algumas pessoas devem pensar que eu sou  sem vergonha, mas a verdade é que sexo para mim é um assunto muito natural, tão natural que sempre foi discutido em casa, eu fui ensinada a sempre tirar minhas duvidas com minha mãe ou minha vó, por isso, não vejo nada de mais em ler ou comentar sobre isso. Sendo um pouco contraditória devo dizer que mesmo que eu não me importe de falar do assunto, não gosto de expor minha vida pessoal, as pessoas às vezes confundem e acabam extrapolando, então como tudo na vida temos que ser comedidos e respeitar o limite do outro.

            Eu vou chegar aos livros, mas antes quero falar sobre a relação das mulheres com literatura erótica/hot, vocês podem reparar que homens curtem filmes pornôs e revistas, enquanto algumas mulheres preferem ler livros, eu acho que isso acontece muito, pois o homem é mais visual, já a mulher é auditiva e imaginativa, eu li em algum lugar uma frase que faz sentido “Quer excitar um homem tire a roupa, quer excitar uma mulher fale com ela” e eu acho realmente que é bem por ai, dessa forma o público de literatura erótica é esmagadoramente feminino, assim como o publico de filmes pornôs e revistas são esmagadoramente masculinos e vida que segue, vamos respeitar o coleguinha e ser feliz.


            Pornô e erótico são coisas diferentes, mas que são facilmente confundidas e é possível que sem querer algum autor ultrapasse essa linha tênue sem perceber, pesando a mão e deixando o livro sim pornográfico, mesmo assim é errado dizer que fulano está lendo putaria, que fulano é mal amado, sabe gente, fico realmente chateada, pois é muito preconceito e julgamento onde deveria existir respeito, afinal não somos obrigados a gostar de tudo, mas somos sim obrigados a respeitar o gosto do outro. Veja bem, você pode achar o que for de literatura erótica, pode odiar, achar perda de tempo, safadeza e inúmeras outras coisas, o que você não pode é ofender alguém que curte o gênero, desmerecer o leitor e o trabalho do autor baseado em sua opinião, guarda para você e não leia, simples assim.

            De todos os gêneros criados pela mídia o que eu acho essencial é o Hot, pois é muito importante a pessoa saber o que está comprando, presenteando ou permitindo que uma criança leia, sou a favor de deixar claro que essa é uma leitura adulta e é preciso maturidade para ler tal gênero, ou seja, precisamos separar a ficção da vida real e não nos deixar levar pelo que estamos lendo. Outro ponto importante é que existe história SIM, o sexo é introduzido à medida que as coisas vão acontecendo, varia muito de autor para autor, tem livros que já começa na cama e existem outros que demoram capítulos e mais capítulos para acontecer um beijo. Na minha visão, literatura erótica ou Hot (como preferir) é mais sobre tensão sexual e sensualidade do que o ato de fazer sexo propriamente dito.


            Mas o que realmente faz um livro ser erótico já que muitos livros levantam o assunto sexo em algum momento, principalmente New Adult? Nesse tipo de literatura os trechos são mais explícitos, os autores dão nome as coisas, usam palavras chulas e narram o acontecimento até o final, diferente disso em outros livros chega um momento em que a narrativa para e deixa o ato em aberto ou é narrado sem muitos detalhes e quando eu digo detalhes quero dizer todos eles. Além da narrativa bastante descritiva o sexo é a parte importante da coisa toda, mesmo existindo uma história por trás a tensão sexual, consequências, motivos e tudo que compõe a história giram entorno da vida sexual do casal protagonista e claro eles tem um libido fora do comum.

            Você sabia?
            “A literatura erótica não é um gênero recente, muito pelo contrário, ele está ai estimulando a imaginação das pessoas há mais de 2 mil anos.” (fonte: Super Interessante – Luiza Antunes). 

            Não indo muito longe, logo ali em 1978 Bukowski (esse mesmo) escreveu Mulheres, que narra às aventuras eróticas do próprio autor. “Por fim, tiramos a roupa e fomos para a cama. Primeiro Mercedes, depois eu. Nos beijamos. (...)” e fica BEM quente depois disso acreditem. Isso sem mencionar o Kama Sutra que é literatura indiana do século II.  


O que aprendemos com isso é que literatura erótica não é moda, ela está presente de muitas formas, seja como poema, narrativa, conto etc...


            Vejo nesse tipo de história duas lições valiosas, a primeira é que nós mulheres podemos gostar de sexo tanto quanto os homens e não existe problema nisso, somos humanas e temos necessidades, sexo é prazer para dois, quando envolve amor é muito melhor (acreditem livros hot falam muito sobre amor), mas se não for o caso tudo bem, contando que tenha sido bom para você. As protagonistas geralmente são emponderadas e donas de seus corpos e suas vontades, o que mostra que isso é algo possível e natural. A segunda coisa é que existem muitos tipos de sexo, vai de gosto, tem gente que só curte o estilo romântico, outras pessoas gostam de exibicionismo, sadomasoquismo, fetichismo e no fim é tudo válido e está tudo bem. 

           Espero de coração que eu tenha passado para vocês que ler Hot não te faz isso ou aquilo, que literatura erótica é como qualquer outra e você não deve se envergonhar de estar lendo esse tipo de livro, seja romance de banca ou A Garota do Calendário o gosto é seu e ninguém tem nada haver com isso. Vai ter gente lendo livro hot no ônibus, no metro, na rua e em qualquer lugar, assim como terá gente lendo drama, romance, distopia etc... Se você gosta se joga e seja feliz lendo o que te agrada.



Beijos e até a próxima! 




24 comentários:

  1. Olá
    Eu não sou a maior fã de hot do mundo, mas leio. Já tive experiências com leituras ótimas e outras horríveis (não vou falar que foi aquele livro lá, escrito por uma fã de Crepúsculo).Acho que toda forma de literatura sempre é válida. O que importa é ler aquilo que você gosta e te faz feliz. Pare de criticar o amiguinho e vai ler um livro.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Oi Thay! Tudo bem?
    Eu adorei o seu texto sobre o gênero. Infelizmente muita gente confunde o fato de falarmos sobre, com intimidade pra se intrometer na vida sexual. Inconveniente em nível máximo. rs E o preconceito? Vi muita gente falando em 50 tons e sem dúvidas ele abriu muitas portas para as mulheres lerem esse tipo de coisa, porque como você disse homem tem abertura pra assistir filmes e comprar revistas, mulher tem que ser servida de acordo com o desejo do homem. SÓ QUE NÃO! Particularmente adoro 50 tons e vários outros livros, tem história e tem sexo. Tem outras leituras que foram só sexo e não foi tão confortável de ler, mas não deixa de ser bom por isso. Muita gente gosta, só tem que respeitar o coleguinha né?!
    Eu vi muita gente com vergonha de ler livros assim porque a sociedade vai zoar, cara, não me aguento sexo ainda ser tabu e em tv aberta o corpo da mulher ser objetificado em eventos como carnaval (em escolas de samba).
    Pra finalizar concordo com você: A gente tem que se jogar no que a gente gosta e ponto! =)
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Cara, não consigo curtir livros hot. Infelizmente acho que não é pra mim :\
    As histórias sempre acabam em clichê, um cara rico e arrogante, uma garota doce e 80% das vezes virgem, eles se apaixonam e fim. Salvo algumas exceções, não é um gênero que me encanta.

    ResponderExcluir
  4. A.D.O.R.E.I
    Gente, que post maravilhoso, alguém trás um oscar pra esse mito, eu não sou muito fã da literatura erótica em si, mas gosto da dinâmica que essas narrativas apresentam, são ágeis e super eletrizantes, os personagens são intensos e raramente uma história desse gênero se apresenta de maneira tediosa, além disso sempre tem o tal do sarcasmo envolvido, amo personagens sarcásticos. Concordo com tudo o que você disse e de quebra aprendi várias coisas interessantes que eu prometo não vou esquecer nunca mais hahaha

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu não sou muito de ler esse gênero, poucos livros me conquistaram. Talvez eu precise ler mais, não sei, haha.
    Mas eu amei seu post! Porque mesmo que eu não curta muito, não acho que as pessoas devam ser julgadas pelo que lêem, afinal, cada um tem seu gosto, e gostar de literatura erótica (assim como outros gêneros que sofrem preconceito) não te faz mais ou menos leitora do que os outros.
    Parabéns pelo post!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  6. ola
    Gostei muito de conferir seu post, mas confesso que esse não é um dos meus gêneros favoritos. Mas isso não quer dizer que eu não leia ou não goste, mesmo porque já li vários no estilo e sempre tem algum título novo que chama a minha atenção. Acho desnecessário quem fica falando que isso não é literatura de verdade, blá blá blá, qualquer tipo de literatura é valido, as pessoas só precisam entender que cada um tem um gosto diferente, e é o que importa, sem julgamentos..
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  7. Olá
    Eu devo assumir o meu enorme preconceito com a literatura erótica kk. Acho que nunca li um livro Hot propriamente dito, e não tenho muita curiosidade kk. O texto explicativo ajuda a muitos inclusive a mim mesmo. Até mais ver

    ResponderExcluir
  8. Não sou de ler livro erótico, mas já li alguns dos quais gostei bastante e acho que é um tipo de gênero que se tem muita opção de enredo e um publico bem fiel.
    Adorei o post.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?

    Gostei de saber mais sobre o gênero, confesso que já livros do gênero mas não é algo que chama muito minha atenção hoje em dia.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  10. Oi.
    Primeiro eu gostaria de comentar que você não está sendo contraditória: é muito diferente falar sobre sexo de expor sua vida pessoal.
    Quanto ao gênero, minha mãe tem livros aqui, das décadas de 40/50/60 que são MUITO, mas MUITO mais explícitos que os livros eróticos atuais. Parece que as coisas eram retratadas de forma visceral, com pessoas normais. O mocinho e a mocinha não tinham os corpos perfeitos e esculturais e sabiam exatamente o que fazer na cama, como deuses do sexo.
    Antes de falar o que quero, preciso dizer que concordo plenamente em você em um ponto: ninguém tem o direito de criticar outra pessoa por conta do gênero que ela gosta de ler! Ninguém é mal amada, mal comida e sei lá mais o que só porque gosta de ler livros eróticos. Gosto é gosto e deve ser respeitado.
    Agora, o que tem me incomodado nos livros eróticos atuais é que parece que todos estão repetindo a mesma formula depois do sucesso de 50 tons: mocinha inocente, tímida e virginal, mocinho com o corpo perfeito, rico e que sabe exatamente como dar prazer a uma mulher.
    Li uns três ou quatro seguidos com essa fórmula e comecei a pegar raiva. Primeira vez OK, segunda vez vamos lá, e da terceira em diante já começou a dar nos nervos.
    No entanto, existem outros clichês que se repetiram muito e mesmo assim não me incomodam, então acho que é questão de gosto pessoal.
    Hoje eu leio sim livros eróticos, mas presto muita atenção na sinopse antes de iniciar a leitura.
    No mais, ótimo texto.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Aqui em casa sexo nunca foi tabu. Minha mãe comprou uma G Magazine para mim quando eu tinha uns doze anos porque eu disse que nunca tinha visto um pênis. Quando eu comecei a namorar, quem veio ter "a conversa" comigo foi meu pai, mas eu o poupei dizendo que já sabia de tudo! Hahahaha
    Então eu cresci em um ambiente onde sexo nunca foi assunto proibido. Gosto muito so gênero erótico e acho muitos livros do gênero empoderadores e até mesmo libertadores. Muitas mulheres se permitiram mais depois que o gênero estourou. Por isso eu leio mesmo e só lamento por quem tem preconceito! Hahaha

    Beijo

    ResponderExcluir
  12. Leio bastante o gênero, gosto mais das histórias que sabem se desenvolver em meio a narrativa.
    Achei bem legal o seu post por ser mais explicativo principalmente para as pessoas que tentam manter certa distância do gênero, por não conhecê-lo de fato.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adorei ler sua postagem e conhecer mais sobre esse gênero que, infelizmente, não curto. Também sempre tive liberdade de falar sobre sexo em casa, com meus pais, irmão e com meus amigos, nunca fui muito de ter papas na língua, mas o gênero não me atrai. Acho que é porque eu li muitos livros de autores que ultrapassaram essa fina linha entre erótico e pornô.
    Não sabia que o gênero era tão antigo e fico contente por ele existir, pois muitos gostam e acho isso bacana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, Thayza!
    Seu post ficou incrível! Eu adoro os livros hots, e principalmente os New Adults. Eu leio de tudo não tenho esse tipo de preconceito, se a premissa me agrada, se fico curiosa e é romance eu leio independente do gênero. Lembro que quando começou a explosão da literatura erótica as leituras que mais consumiam o gênero foram muito insultadas por gostarem do gênero e eu nunca consegui compreender o motivo de as mulheres lerem livros eróticos incomodar tanto as pessoas. Leio e vou continuar lendo o gênero se o livro despertar meu interesse com certeza estará na minha estante! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  15. Oie, adorei seu post citando várias fontes e vários exemplos interessantes. EU, particularmente, não curto livros muito hots, mas não ligo que cenas apareçam no meio dos livros, é que quando tem muito sexo, estilo cinquenta tons, isso me cansa. Mas super concordo que independente de eu gostar ou não, não dá para sair criticando que gosta e taxando as pessoas. Muitos só commeçaram a ler livros por causa de cinquenta tons. e isso é mega importante.

    ResponderExcluir
  16. Oi, tudo bem?
    Olha, vou ser bem sincera com você. Não julgo quem gosta de livros eróticos e cada um tem que ler o que gosta mesmo. Mas, para mim, é um gênero que não funciona.
    O problema não são as cenas de sexo, porque acho que quando bem escritas, não tem nada demais. Mas todos os livros hot que já li ou conheci trazem alguns esterótipos que me incomodam muito: o homem rico e com corpo escultural, mas que é mandão, super protetor, insistente e sempre romantizado; aquela paixão incontrolável (e inexplicável) quase à primeira vista; e os estereótipos femininos e a falta de representatividade. Os personagens tem sempre característica físicas que não representam nem 10% da população e, infelizmente, quase nunca vejo mulheres realmente empoderadas nesses livros. Ou são as frágeis e inseguras que precisam de um homem para descobrirem o próprio corpo, ou são aquelas super bem sucedidas, mas que se tornam tolas ao conhecerem um homem incrível.
    Respeito quem gosta e fico feliz que você tenha encontrado bons livros do gênero, incluindo com personagens femininas fortes. Infelizmente, não achei nenhum até hoje que me agradasse e já desisti de tentar.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oi!

    Gostei bastante deste post explicativo sobre este estilo literário específico. Eu confesso que já tive um momento de julgar esse tipo de literatura, tanto que na época do buum de 50 Tons, eu nem li os livros. Mas com o tempo minha visão foi ampliando e dei uma chance para livros com essa pegada mais hot e confesso que adorei. É bem como você disse mesmo, tem alguns autores que se extrapolam na hora de escrever as cenas de sexo, mas a grande maioria sabe comedir muito bem as cenas e elas trazem todo um brilho para o romance envolvido.
    Achei muito importante você esclarecer esse estilo em sua matéria, pois assim muitas pessoas podem quebrar barreiras e dar uma chance ao gênero.

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  18. oi!
    Gente, que matéria perfeita! É exatamente o que eu penso! Sexo pra mim também não é tabu e curto sim alguns livros eróticos de vez em quando. O que eu sempre me pergunto é o porquê de tanto preconceito. Em pleno século 21, as pessoas ainda tentam pregar o puritanismo hipócrita... Enfim. Não há a necessidade de preconceitos! Você entra numa livraria e tem livro ali pra absolutamente todo mundo. É só ir pra seção que lhe agrada. O fato de eu não gostar de livros religiosos não quer dizer, por exemplo, que eu vá querer que eles desapareçam do mundo. Deixa as pessoa ser feliz, povo! hahahahaha

    ResponderExcluir
  19. Ola!
    Eu gosto muito de livro Hot, mas sempre tento intercalar nos gêneros, eu gostei muito da sua matéria e serve para esclarecer muitos que acham que Hot é pornô.

    BEIJOS
    LEITORA DRAMÁTICA
    HTTP://BLOGLEITORADRAMATICA.BLOGSPOT.COM.BR/?M=1

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    Deveria ter um botão de reação ao seu texto e ele seria um emoji de palmas 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼. Muitas verdades num lugar só! Eu leio livros hots desde os 14 anos e não tenho nenhuma vergonha em dizer que, sim, eu leio livros do tipo. Acredito que o sexo é tanto para o homem como para a mulher, então, por que é normal o homem gostar e admitir que assisti pôrnos e a mulher se sentir constrangida por isso? Eu realmente não entendo isso. Enfim, concordo com seu modo de pensar e gostei da forma como você se expressou e apresentou sua opinião, parabéns!

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Adorei muito seu post, mas não consigo engolir literatura erótica. Não sei, mas ultimamente temos tantos péssimos livros no gênero que fica difícil gostar deste estilo.
    As capas, os títulos e enredos simplesmente me afastam da leitura.

    ResponderExcluir
  22. Oi.

    Adorei seu post! Sou grande fã de romances eróticos, e concordo com você que a maioria confundi pornô com erótico. Tudo bem que existem alguns livros eróticos que são bem ruins, mas outros são maravilhosos, ainda mais quando o autor não se baseia somente no sexo, mas cria uma história de amor, cria uma narrativa gostosa de se ler.

    ResponderExcluir
  23. Salvo pouquíssimas exceções, não curto muito literatura hot. Não sei se porque tive o azar de ler obras extremamente apelativas e com baixíssimo valor literário. Mas reconheço que é um gênero como qualquer outro e, francamente, não há nenhuma razão para achar que quem gosta do gênero seja sem vergonha. O problema, para mim, não é o sexo, pois se houver cenas de sexo e qualidade literária associada, está valendo. Adorei a ideia do seu post.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  24. Oie!!!
    Nossa, sabia que eu adoro posts nesse estilo?
    Confesso que tem algumas partes dessa literatura que eu meio que viro a cara, porque tem autor que apela demais... mas de forma geral, é um dos gêneros que eu mais leio atualmente e eu amei o seu post por causa das curiosidade e tudo mais... tem varias coisas que você falou que eu não tinha ideia, por exemplo, o fato de o hot existir na literatura a tanto tempo assim.

    beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garotas Devorando Livros - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo