Dois desconhecidos com pressa de chegar em casa  resolvem dividir um voo fretado. O que eles não esperavam é que não chegariam aos seus destinos....

SINOPSE:O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.

Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida. 

Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado?

À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.



Autor(a): Charles Martin
Editora: Arqueiro
Páginas: 304



Fui conhecer este livro somente após assistir o filme e, o filme por si só é lindo! Nele ficamos conhecendo a história do Ben e da Ashley, dois desconhecidos que na ânsia de retornarem para suas respectivas casas, resolvem fretar um avião que acaba caindo no meio de uma das maiores cadeias de montanhas dos Estados Unidos. Com o piloto morto e na companhia de um cão, os dois começam então a aventura de tentarem regressar à civilização. O filme é basicamente isso, é claro que dentro desta aventura acaba se desenvolvendo o romance entre os dois protagonistas.

Mas, como sempre, o livro é bem diferente e infinitamente melhor do que o filme! O livro é inteiro narrado pelo Ben, médico ortopedista, que está voltando para casa após um congresso. No aeroporto ele conhece Ashley, uma jornalista que está indo para seu próprio casamento. Devido a uma tempestade, todos os vôos são cancelados, sem alternativa, Ashley vai em busca de um hotel, mas Ben, um romântico incorrigível, se apieda de sua situação e a convida para dividir um voo fretado até outra cidade onde poderão pegar aviões para seus destinos. 

Durante esse voo, o piloto sofre um ataque cardíaco, morre e o avião acaba caindo na cadeia de montanhas citada acima. Ashley fica debilitada de tal maneira que andar se torna impossível e nossos protagonistas entram num dilema, ficar e esperar uma ajuda que provavelmente nunca irá chegar ou o Ben pode carregar Ashley até que eles encontrem ajuda. 

A química entre os dois funciona muito bem. Ashley, apesar de seu estado físico e da situação, nunca perde o bom humor, está sempre fazendo uma piada, além disso, devido a sua natureza jornalística, sempre tem um assunto para conversar, ao passo que Ben, tem uma personalidade mais taciturna, introspectiva, é um homem prático, decido, que, visualiza todas as opções antes de agir.

"Quando o pior é uma possibilidade, é bom mantê-lo em perspectiva. Sem que a gente se esconda dele. Sem fugir. Ele pode acontecer. E, se e quando acontecer, é melhor ter pensado nele de antemão. Desse jeito, a pessoa não é esmigalhada quando o pior se torna realidade."


Como o livro é narrado pelo Ben, ficamos sabendo de todas as suas dúvidas, anseios, inseguranças, não apenas em relação ao acidente e a Ashley, mas também em relação a toda sua vida. O livro nos apresenta duas histórias: a história de amor de Ben com sua esposa, Rachel, com quem ele conversa toda noite através de áudios em um gravador, e a história de Ben com Ashley.

Somos apresentados a Ben e Rachel desde que eram adolescentes o que torna impossível não torcer pelos dois, mas também não conseguia não torcer por ele e pela Ashley, afinal  o Ben é pratcicamente o homem ideal kkk. Todas as vezes em que ele fala de sua esposa é com tanto amor que o coração chega até a dar uma aquecida...

" - Quando você rir... eu quero sorrir. E quando você chorar... - Afastou as lágrimas do meu rosto - quero que as lágrimas rolem pelas minhas faces."

Esta é uma história de sobrevivência, de amor, de superação, de corações partidos, de dores, de encontros. É uma história que vai te fazer rir, chorar e sobretudo se angustiar!





Deixe um comentário