A imagem pode conter: atividades ao ar livre"Para os que sofrem em silêncio

(Vocês não estão sozinhos)."


           Tudo começou em um flerte, e quando vi estava sorrindo igual uma boba dentro do trem com o celular na mão dando vida a cada uma das palavras de suas poesias... E essa é a história de como conheci a poesia de Clarice Sabino.



           "Em tuas mãos" é um livro curtinho, que li no decorrer de algumas estações de trem e posso dizer que inexplicavelmente pareceu o melhor cenário para eu conhecer o conteúdo. Você pode pensar "do que essa garota devoradora está falando?" e eu vou explicar. 

        Quem vive em uma cidade como o Rio de Janeiro, sabe o quanto de caos pode ocorrer em uma sexta-feira na volta pra casa. Trem cheio na hora de ir para o trabalho, na hora de voltar a mesma coisa, conversas aleatórias invadindo seu espaço, ambulantes, e no meio de tudo isso tem eu, leitora que arruma um lugar para se segurar e tentar ler durante o tempo livre que sobra antes de chegar em casa e ter obrigações. E hoje, enquanto eu lia "Em tuas mãos", mal prestei atenção à minha estação chegando. 

        Clarice consegue te conquistar de maneira despretensiosa e te leva para um lugar tranquilo, com uma xícara de chá para te apresentar como o amor se parece em palavras.

"eu trocaria todos os nomes
das ruas dessa cidade
pelo seu nome

(...)

te apresentaria
pros meus amigos
e pros meus pais
dizendo
que
essa
foi
a poesia
que mudou
a minha
vida"

(Página 9/10)

                  Em um total de 41 páginas (que eu ia fiz questão de compartilhar com quem eu sei que vai apreciar assim como eu), ela me ganhou do início ao fim, começando pelo seguinte: E depois ela abriu em títulos como "Sinto", que me lançou de cara com um cenário que o amor é tudo e finaliza com "deixo", onde ela passa a ideia de mesmo quando algo é tudo, as vezes a gente só tem como pedir que não vá, mas que a gente deixa ir, torce pelo melhor e tenta realmente deixar. 

(Página 40)

                                                    Um livro curto, fácil, mas intenso. 

            “Em tuas mãos” já está disponível para download GRATUITO, basta clicar aqui.

                Nascida no Rio de Janeiro em 1998, Clarice é sobrinha neta de Fernando Sabino, "Em tuas mãos" é o segundo livro da autora, sendo o primeiro "Para que serve a poesia?"


Resultado de imagem para para que serve a poesia clarice sabino 

Classificação

d5a0c684-fb33-4fe2-bd51-312bd0e8bd1d.jpg (233×88)

9 Comentários

  1. Nice post. 🙂
    Following you, follow back?
    Have a nice day!

    www.minniearts.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, não conhecia a autora ainda e fiquei com muita vontade de ler. Vou aproveitar que está disponível para download e baixar agora mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    EU nao conhecia a autora nem essa historia ainda! :) Que bom que gostaste tanto, e que partilhaste o que sentiste!

    E otimo quando por coincidencia nos vemos enredados no cenario perfeito para a historia ideal! Que bom que conseguiste!

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Não é um livro que tenha me chamado a atenção, gostei de conferir um pouco melhor mas não é uma leitura que eu faria, pelo menos não por agora. Mas gostei de conferir seu ponto de vista, parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!!! Nunca li nada dela, mas tenho curiosidade para conhecer a sua escrita.
    Amei demais essa dica e já adicionei na lista de desejados <3

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Oiii,

    Parece ser um livro bem curtinho e delicioso de se ler. Achei legal você correlacionar a leitura com o local em que ela foi realizada, deve ter dado um tom bem especial. Vou anotar a dica aqui e procurar para poder ler.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas fico feliz que tenha gostado tanto da leitura. Confesso que eu não sou de ler poesia, por isso não é uma leitura que eu faria. Mas acho incrível quando uma leitura consegue nos cativar desta maneira e ser tão intensa, mesmo com poucas páginas.
    Só vou passar a dica por ser um gênero que eu realmente não curto muito, mas adorei ler sua resenha e vou indicar para amigos que gostam de poesia.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Vanessa, eu não conhecia a autora e apesar de não ler muito poesia fiquei mega curiosa para conferir a obra *-* Dica anotada.

    ResponderExcluir
  9. Oi Vanessa, sua linda, tudo bem?
    Nada melhor do que ler sobre o amor, sobre os sentimentos da vida nesse tempo de volta para a casa. Ainda mais quando demora tanto, risos..Pelos trechos que colocou parece ser inspirador mesmo. E obrigada por deixar o link para baixarmos o arquivo do livro. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir