Olá gente!

            Que tal uma resenha de romance de época? Venham descobrir o que achei de Príncipe dos Canalhas!

Sinopse: Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent... Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu. Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho. Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.

Autora:
 Loretta Chase
Editora: Arqueiro
Páginas: 288


Adquira Aqui:


Dizem que a propaganda é a alma do negócio e com Príncipe dos Canalhas foi exatamente esse o caso, primeiro com sua capa linda, bem feita e que por mais simples que seja chama bastante à atenção e depois vieram às postagens no Facebook, para onde eu olhava lá estava ele me pedindo uma chance, além das opiniões positivas a respeito da obra. Enfim, em um dado momento eu ganhei o livro de presente do meu marido e imediatamente me pus a ler, tudo que eu vi sobre o livro até então despertou em mim a vontade absurda de conferir essa história e eu não sei se toda essa comoção foi tão boa como parece, já que minhas expectativas estavam nas alturas e isso acabou resultando em um pequeno desapontamento, bem pequeno já que a meu ver a história cumpre seu papel, poderia ter sido melhor, mas valeu a leitura.











O ponto alto desse livro para mim foi à personalidade dos protagonistas, Jessica, por exemplo, é bem a frente do seu tempo, pensa pela própria cabeça e não se deixa abalar por pequenas coisas, sabe ser fria e calculista e tem um humor negro muito notável. Sebastian ou Lord Dain é um homem cheio de si, acredita ter o controle de tudo e também usa do humor negro para assustar e chocar a sociedade, sua vida pecaminosa colocou sobre ele o estigma de “homem mal” ou “péssima companhia”, mas é ele que os homens “respeitáveis” da sociedade procuram quando o assunto é uma boa dose de diversão, o que mostra toda uma hipocrisia por parte dos tais “amigos” e não são apenas eles que fazem parte dessa corja, todos os personagens secundários seguem a mesma linha o que me fez apreciar ainda mais o casal principal, já que para eles não existem máscaras e o resto que se dane.


O que mais me incomodou foi que autora quis contar a história de uma vida em apenas 288 páginas, concordo que não é necessário mais de um livro, talvez algumas páginas a mais já resolvessem o problema. As coisas acontecem muito rápido, em um momento os protagonistas estão em um jogo de gato e rato super interessante e envolvente e na página seguinte já está tudo resolvido e passamos para o próximo plot e suas problemáticas. Outra coisa que me incomodou foi o desaparecimento dos coadjuvantes, em um dado momento todos eles somem da vida dos protagonistas, com exceção de uma aparição e de dois novos personagem que fazem parte desse novo momento, fora isso a narrativa não envolve mais ninguém, não existe família, amigos, nada, apenas os dois em seu pequeno universo.




                 Eu não posso dizer que esse é um romance de difícil leitura, a narrativa flui muito bem, as cenas foram bem pensadas e trabalhadas e os diálogos são envolventes e espirituosos. O problema real foi que todos esses elementos positivos não foram suficientes para suprir minhas expectativas, mas isso não quer dizer que o livro seja ruim, só mesmo que eu fui com muita sede ao pote e tinha pouca água. Na minha humilde e sincera opinião a história não é tudo isso, porém eu gostei de quase tudo que li e conclui a leitura bem rápido, sendo assim eu recomendo o livro, só aconselho a irem devagar sem esperar grandes coisas para não se decepcionarem.



Eu vou ficando por aqui, não deixem de comentar e me contar as experiências de vocês com esse livro ou suas expectativas.




Classificação




Beijos e até a próxima!


Deixe um comentário