Já se sentiu inferior por falta de autoestima?
    Céu sem estrela é um livro que retrata bem esse problema.

    Cecília foi demitida no dia do seu 18° aniversário, como se já não bastasse diversos outros problemas, mais um acabara de nascer.  O livro traz a concepção de Cecília e de Bernardo que se apaixonam e ao mesmo tempo precisam ultrapassar as barreiras do medo e da insegurança.


Sinopse: Cecília acabou de completar dezoito anos, mas sua vida está longe de entrar nos trilhos. Depois de perder seu primeiro emprego e de ter uma briga terrível com a mãe, a garota decide passar uns tempos na casa da melhor amiga, Iasmin. Lá, se aproxima de Bernardo, o irmão mais velho de Iasmin, e logo os dois começam um relacionamento. Apesar de estar encantado por Cecília, Bernardo esconde seus próprios traumas e ressentimentos, e terá de descobrir se finalmente está pronto para se comprometer. Cecília, por sua vez, precisará lidar com uma série de inseguranças em relação ao corpo — e com a instabilidade de sua própria mente.








Autora: Iris Figueiredo
Editora: Seguinte
Páginas: 360


    A relação de Cecília com a mãe é complicada, a mãe a trata com descaso e está sempre ao lado do padrasto, ao invés de apoiar a filha. Seu grande apoio é a sua avó, é dela que saí os melhores conselhos.



“Parte de mim sabia que era irracional, mas a outra repetia o mantra: Você é gorda. Você é feia. Você come feito um animal. Ninguém te acha legal. Ninguém te acha bonita. Ninguém te acha interessante. Nem seu pai gosta de você.”

    
    Após uma briga com a mãe, Cecília sai de casa e vai morar com a melhor amiga, Iasmin, que apesar de muito diferentes a afinidade das duas é algo inabalável. É exatamente aí que Bernardo “entra em cena”, ele é irmão de Iasmin e por se tornarem tão próximos ao decorrer dos dias os dois acabam se apaixonando. O problema é que Bernardo esconde uma série de traumas e ressentimentos referente aos seus relacionamentos passados, e Cecília uma série de problemas com sua autoimagem e seus transtornos mentais.





    Trata-se de um livro Nacional, seus capítulos são intercalados entre as narrativas de Cecília e de Bernardo, um romance repleto de cumplicidade, em meio a infinitos conflitos internos pessoais de cada um. É importante ressaltar que o livro também trata de um problema muito comum, a gordofobia e a depressão, nos fazendo refletir sobre assuntos que infelizmente são poucos comentados nos dias atuais.

 – Não existe um céu sem estrelas, Cecília. Mesmo quando estão cobertas pelas nuvens, ainda estão lá. A gente só não consegue enxergar.– É como a esperança – ela comentou, pensativa. – Sempre existe uma saída, mesmo que a gente não consiga enxergar. 
    
    Cecília tem um transtorno mental, e isso é muito sério. Ao ler o livro pude enxergar o quanto esse assunto passa despercebido por mim, por vocês e por mais de um milhão de pessoas. Céu sem estrelas é muito especial e merece ser conhecido no mundo inteiro.

7 Comentários

  1. Adoro esse tipo de enredo, deve ser uma ótima leitura

    ResponderExcluir
  2. Adoro esse tipo de enredo, deve ser uma ótima leitura

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que é uma trama muito atraente para se ler. Para a história que tem a ver com uma realidade que pode acontecer a qualquer um durante alguma fase da vida.

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Se já queria ler essa obra, sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Estou com ele aqui, mas ainda não tinha lido, agora vou correndo lê-lo. Gosto muito do fato de abordar esses conflitos familiares e principalmente assuntos como depressão e doenças mentais. Esses temas precisam ser mais abordados na sociedade. Amei a resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. romance adolescente é tudo de bom nessa vida né?! esses dramas de esconder segredos, traumas, as brigas, os questionamentos, as descobertas, que fase linda, sinto muita falta. E dizem que o livro fala com muita maestria sobre disturbios mentais né?

    Eu já queria ler esse livro tem um tempo e agora to com agua na boca! Que resenha linda! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Adooooro historias assim,me atraiu muito também pela capa,vou ver se leio,tua resenha é muito bem feitinha!!!Parabéns,adorei a indicação!

    ResponderExcluir
  7. Oi Nicole!!
    Quando eu vi a capa desse livro eu fiquei bastante interessada porque achei linda e já imaginava que a história teria essa pegada da menina não aceitar o próprio corpo. A sua resenha só veio para confirmar o meu interesse em ler o livro.
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir