Já se sentiu enganada após uma leitura?

Quem nunca não é mesmo?
“Água Silenciosas” me enganou direitinho, há tempos eu não lia um mistério tão hipnotizante. De início, imaginei que tratava-se de fantasia, mas ao decorrer da leitura me senti tão presente na história que nada mais fazia parte da imaginação.


                                                                                      Sinopse: Em Águas Silenciosas acompanhamos a investigadora Natália Monteiro encarregada do caso O Afogador, um assassino em série. A descoberta de uma ossada traz à tona um caso misterioso de desaparecimento de anos atrás e acompanhado dele um segredo que há muito havia sido enterrado. O caso é reaberto como homicídio e pouco tempo depois uma sequência de mortes começa a acontecer, todas elas com uma referência ao modus operandi do assassino serial. Cabe a Natália descobrir o que há por trás desses assassinatos em sequência.









Autor: Alexsandro Renato
Editora: Constelação
Páginas: 198



Pra começar, preciso destacar a minha protagonista da vez: Natália. Ela é a investigadora responsável por um caso chamado de “O Afogador”, esse nome é devido a uns assassinatos que ocorreram há alguns anos, onde todos esses assassinatos envolvem o afogamento.

Daí chega a hora de destacar mais um dos grandes protagonistas: Cristiano. Um homem viúvo, sua esposa Elena havia sido assassinada de forma misteriosa, e ele passou a vida culpando o suposto amante de sua mulher, Victor. Cris era um homem sozinho, e encontrava na bebida a saída para seus frustrantes problemas.



Tudo andava normal, Nat investigando seus casos e Cristiano inundado em suas bebidas e frustrações, até que após algum tempo uma ossada é encontrada. Um desaparecimento que ocorrerá há dez anos e alguns segredos estão prestes a serem desvendados.
 "Eu prefiro acabar com uma vida maldita a deixa-la definhar até o fim dos dias."

Incansavelmente, Nat mergulha fundo nas investigações, reabre o caso do “Afogador” e em meio a isso, novos assassinatos vêm à tona. Afinal, que está por trás disso?

Juro pra vocês que imaginei mil coisas, mas nada chegou perto do verdadeiro “Afogador”, ou seriam verdadeiros? (Aí você vai ter que ler pra descobrir!)

"E quem mais iria querer impedir que Natália descobrisse quem era seu pupilo? O Afogador, o próprio! Seu coração acelerou. Estúpida! Estúpida! Estúpida! Como não percebeu antes?"

Fiquei bem chocada com as revelações, muitos créditos para o autor que conseguiu me enganar direitinho. Os capítulos no início são confusos, ora relata o passado, ora relata o presente, ou ora é narrado por um personagem, ora por outro... Mas é possível seguir em frente sem dificuldade, foi só pegar o jeito.

Suuuuuuper recomendo! Pra quem ama um suspense policial, com certeza vai amar se sentir enganada também. HAHAHAHA!

Classificação


Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...