[Resenha] Sem Fôlego - Abbi Glines


Olá gente!

            Hoje vamos dar um pulinho em Sea Breeze (EUA) para conhecer a história de Sadie e Jax, protagonistas do livro Sem fôlego.

Sem Fôlego
Sinopse: Sadie White acabou de se mudar com a mãe grávida para a cidade litorânea de Sea Breeze, mas seu emprego de verão não vai ser na praia. Como a mãe dela se recusa a trabalhar, Sadie vai substituí-la como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha. Quando os donos da casa chegam para as férias, Sadie se depara com ninguém menos que Jax Stone, um dos roqueiros mais desejados do mundo. Se Sadie fosse uma garota normal, se ela não tivesse passado a vida cuidando da mãe e dos afazeres domésticos, talvez estivesse impressionada com a ideia de trabalhar para um astro do rock. Mas ela não está. Na verdade, é Jax quem fica atraído por ela. Tudo a respeito de Sadie o fascina, mas ele luta contra esse desejo: relacionamentos nunca funcionam em seu mundo e, por mais que ele queira Sadie, sabe que ela merece algo melhor. Conforme o verão passa, no entanto, essa paixão começa a deixá-lo sem fôlego – e é como se Sadie fosse a única pessoa capaz de lhe devolver o oxigênio. Será que o amor entre os dois pode superar as diferenças em seus estilos de vida? Jax e Sadie vão precisar respirar fundo e mergulhar nessa relação para descobrir.

Autora: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Páginas: 272


            Sem Fôlego é o primeiro livro da série Sea Breeze da Abbi Glines que acaba de ser lançado pela Editora Arqueiro.  Esse livro segue a mesma receita da série Rosemary Beach, que até então vem dando muito certo, mas acaba por ser um pouco repetitivo e ficando cansativo por não apresentar novas experiências e características. Para vocês terem uma noção Sadie e Jax me lembraram do casal Blair e Rush, tanto em personalidade como em aparência física e a história segue pelo mesmo caminho, não que seja de todo ruim, só não empolga como deveria.
























         

                    Algo que me agradou muito foi o livro ser narrado com os dois pontos de vista, as partes narradas pelo Jax geralmente aparecem no começo de cada capítulo e são bem curtinhas, duas, três páginas no máximo, mas nos possibilita ter uma visão do que ele está sentindo e algumas vezes confirmar sua versão da história.

            Sem Fôlego conta com duas mudanças interessantes se compararmos com os livros anteriores da autora já publicados no Brasil, essas duas mudanças facilitam a leitura para o público mais jovem, pois não se trata de um New Adult e sim de um Yong Adult, sendo assim as cenas “quentes” presentes no livro são escassas e quando acontecem são mais contidas, mas vale ressaltar que ainda existem partes picantes mesmo que não sejam tão elaboradas quanto estamos acostumados.    



         
            Os personagens principais formam um casal bem fofinho. Sadie tem 17 anos, extremamente responsável, já que precisa cuidar dela e da mãe relapsia e manipuladora que ainda por cima está grávida de um homem que não pretende assumir a responsabilidade. Achei a personagem um pouco “mosca morta” por deixar a mãe fazer com ela o que bem intende, pois ela tem consciência dos fatos, sabe a todo momento o que mãe está fazendo, conhece as manipulações e mesmo assim aceita tudo calada sem expressar sua opinião nenhuma vez. Tentei compreender, mas realmente não me desce. Porém tenho que reconhecer que ela é uma menina forte, corajosa e tem um coração enorme e isso ajudou muito para que eu simpatizasse um pouco com ela.

            Jax é o astro do Rock mais badalado do momento, está na parede do quarto de 9 entre 10 meninas nos EUA, mas está cansado e precisa de uma pausa para recarregar as energia, é nesse momento que ele conhece a doce Sadie e se apaixona. Devido a esse relacionamento conhecemos o menino por trás do astro e Jax se mostrou fofo, atencioso, humano, encantador e solitário. Gostei realmente dele, mesmo com as burradas cometidas no caminho, ele é um personagem bem bacana.





            Tenho minhas ressalvas com a história, talvez eu apenas não seja mais o público alvo dos livros da autora. Hoje adulta eu percebo que ela super valoriza a menina ingênua, virgem, pura, extremamente inocente e alheia a sua aparecia deslumbrante. Frases como “Você é diferente das outras” traça uma linha que me incomoda um pouco, pois passa a imagem que meninas não virgens ou mais espertas não servem, não são tão atrativas e isso é BEM ERRADO e machista já que o cara ser experiente e pegar geral é OK, mas as meninas que ele já ficou não servem para um relacionamento, pois são apenas uma noite. Não me leve a mal, eu acho legal cada um ser do jeito que é, acredito no amor e sei que quando se ama AQUELA pessoa ela se torna a mais especial do mundo, mas não acho necessário fazer da virgindade um sinônimo de qualidade, acho errado superestimar isso e diminuir outras meninas por não serem.

O livro conta com uma problemática simples e de fácil resolução. É de fato uma leitura leve, despretensiosa e tranquila. Eu li em um dia as 272 páginas, a narrativa flui com muita facilidade e mesmo com os pontos negativos que eu já apontei me agradou em nível de entretenimento rápido e uma leitura simples para passar o tempo.










Mesmo se tratando de uma nova série é possível ler esse livro como único já que a história fecha completamente, com um final satisfatório e previsível.

Não saiam de post sem me contar o que acharam do livro, da resenha ou suas expectativas, os comentários estão ai para isso.


Classificação

O livro foi cedido pela editora
em um evento realizado pela Aliança de blogueiros do Rio de janeiro


Beijos e até a próxima!



13 comentários:

  1. Tudo bem? Dessa vez, vou passar a dica. Não é meu tipo de leitura.
    Não sou fã do gênero. Conheço a escrita da autora de outro livro, que apesar de ter curtido.. Não fiquei empolgada com outras histórias. Pois acho o enredo sempre muito clichê.

    Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Sou louca de vontade de conhecer a escrita da Abbi, mas as séries dela são muito grandes e me desanima totalmente. Mas achei bem legal ela fazer uma série Yong Adult, assim o alcance é maior e entendo as suas ressalvas quanto as mocinhas dos livros dela. Mas ainda quero ler algo dessa autora.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi! Não sou muito chegada aos romances desta autora. Acho que as séries são grandes demais, e as histórias mais do mesmo. Gosto mais de romances de época. Acho que as mocinhas estão sempre disponíveis para os homens, que na maioria das vezes são caras prepotentes, arrogantes e extremamente machistas. Obrigada pela resenha, mas passo essa dica.


    Bjoxx – www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu confesso que não sou muito fã da autora. Já tentei ler a série Rosemary Beach, mas não consegui ir muio longe nos livros dela, não sei o porque.
    E se o livro segue a mesma receita que ela usou na outra série eu já sei que não vou gostar dessa série também. Principalmente se o livro traz um pouco de machismo na história.

    Beijos!
    https://www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Thaiza!
    Eu conheço a autora só de nome, pois aqui no Brasil ela tem bastante leitores. Mas pelo que conheço dos seus livros, tenho certeza que não iria gostar da leitura. O estilo puxando mais para o hot não me agrada e os personagens sempre parecem muito superficiais. Portanto, passo a dica dessa vez.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Parei com a Abbi Glines lá na trilogia Sem Limites. Blaire e Rush foi um casal que peguei um ódio tão grande que nunca quis ler mais nada da autora. Como me pareceu que esse aqui é mais do mesmo, vou deixar a dica passar.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu adoro a escrita da Abbi, bem leve e de fácil compreensão. Porém apesar do Jax Stone ser um cara bem bacana, o que mais gostei foi a história sobre o Marcus, e estou ansiosa pra esse livro sair logo.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu gostei muito desse livro, achei bem diferente do que os livros da série Rosemary Beach. Achei a história mais suave, leve, o que me deixou curiosa para ler os próximos.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. OLá! Tudo bom?

    Já tinha ouvido falar do livro porém nunca me interessei para lê-lo, livros da Abbi infelizmente não é algo certeiro para mim, alguns eu consigo ler, mas a maioria não. Enfim, já tinha visto criticas positivas sobre a obra, e confesso que fiquei até curiosa sobre ela, principalmente porque achei achei a Sadie jovem e já tinha tanto problema ao seu redor, ai une um astro de rock ai já viu né haha. Adorei sua resenha e deixei a dica anotada aqui ♥

    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Oi!

    Eu já tentei ler a autora, mas simplesmente não rola, justamente porque assim como você, eu não sou mais o público alvo dela e essa romantização da menina ingênua me da agoniaaaaaa! E também porque acho a escrita dela bem pobre sabe? Parabéns pela resenha!

    beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Já ouvi falar da escritora Abbi Glines, li até um resenha de outro livro. Eu adoro romance, mas tem certas coisas que se torna bastante clichê. Um personagem é um famoso astro do rock, é bem clichê. Embora algumas coisas que você citou na resenha pareça interessante, não tenho vontade de conhecer mais essa história. Parabéns pela resenha.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Já tive a oportunidade de ler esse livro e não gostei muito do que encontrei, pois achei o romance forçado e os personagens imaturos e fracos, sabe? Mas admiro quem gostou dessa leitura e acho que arriscaria em ler outros livros da autora, pois já li alguns antes e gostei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Ainda não tive a oportunidade de ler nada da autora. Um dia desses ia comprar esse, mas como ainda não tinha lido nenhuma resenha e estava sem tempo preferi comprar um que eu já "conhecesse" melhor.
    Achei bem chato isso que você falou da autora valorizar demais a mocinha virgem e tal, realmente machismo.
    Apesar disso, o livro me pareceu bacana.
    Beijos. Versos da Alma

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garotas Devorando Livros - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo