Olá gente!

            Esse é o quarto mês do Clube de Temas e como já foi dito lá no Instagram o tema de Abril é Distopia. Por isso escolhi um livro muito especial para apresentar para vocês hoje, vamos conversar sobre Divergente da autora Veronica Roth.


Resultado de imagem para divergente
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.·.


Autora: Veronica Roth 
Editora: Rocco
Páginas: 504

         
Entrei de cabeça no universo criado pela Veronica Roth, eu mergulhei muito fundo e toda a história me prendeu por completo, essa foi minha primeira Distopia. Protelei muito para começar uma nova leitura, fiquei com uma ressaca danada, a palavra certa não é ressaca, mas sabe quando você termina aquele livro que amou e fica um tempão ainda vivendo aquilo? Foi isso que aconteceu.

Divergente começa a contar a historia de Beatrice em uma Chicago Futurista, que é dividida em cinco facções Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição, cada uma das facções representa o que você será para o resto da sua vida e ter mais de um comportamento ou uma maneira de pensar própria não é aceitável, muito, além disso, é perigoso podendo levar a morte. Não vou entrar muito nos detalhes da historia, pois a sinopse já explica bastante e alguns de vocês já devem ter lido, por isso vou direto para o que eu achei dos personagens e da história no geral.





Vou começar essa rápida analise falando da Tris (Beatrice) confesso que no começo ela me irritou um pouco com a lengalenga de ser fraca, baixinha e “uma careta”, mas ao longo da historia ela começa a tirar vantagens desses "defeitos" e meu mal estar com ela passou por completo, pois tirando a loucura que é a vida da personagem na Audácia ela tem sentimentos muito reais e consegue aceitar e tirar vantagens de tudo que existe dentro dela, as coisas boas e as ruins. Ela é uma menina inteligente, de aparência comum, altruísta e muito corajosa, por mais difíceis que sejam as coisas ela sempre segue em frente, mesmo que custe sua vida. Além de Tris temos Quatro (suspiros) o galã da historia por quem eu estou sou encantada até hoje, pois ele é o MEU tipo de mocinho preferido, com seu jeito arrogante, cheio de si, mas completamente encantador, ele é o tipo que dá medo sem fazer esforço, mais ao mesmo tempo passa uma confiança enorme e quando se trata de romance ele não deixa a desejar, não tem flores e bombons, mas o cuidado e a preocupação com a Tris são evidentes mesmo quando ele tenta esconder, essa sensação de romance foi tão forte para mim que quase dei pulinhos quando rolou o primeiro beijo.

Veronica Roth soube escrever um ótimo livro, o tipo que não fica parado um segundo e você tem a necessidade de ficar acordada só por mais um capitulo ou então volta correndo para casa, pois não aguenta mais de curiosidade para saber o que vem depois daquela página. Divergente foi tão bem escrito que eu não tive a mínima dificuldade de imaginar locais e pessoas mesmo esse não sendo o foco da narrativa, para ser bem sincera pouco se lê descrições de personagens e lugares o que a autora gosta de descrever mesmo são as sensações e sentimentos que se passam com a personagem e eu adorei estar na cabeça da Tris. Pode parecer estranho, mas é possível se conectar com o Quatro mesmo a história sendo narrada em primeira pessoa pela Tris, é possível entender a dinâmica dele e como casal eles funcionam bem, se apoiam e pensam de uma maneira que os leva para o mesmo caminho.



Duas coisas que eu particularmente amei foram a Amizade que é construída entre pessoas de facções diferentes, enquanto se está competindo um contra o outro. Christina é uma personagem engraçada, ao mesmo tempo em que tenta frear e língua e não falar tudo que pensa (já que pertencia à franqueza) apoia Tris em muitos momentos, em uma ocasião em especial ela me irritou, mas logo o apoio e a amizade dela com a protagonista me ganharam de volta. A segunda coisa que me chamou a atenção foi à fraqueza descrita no livro, o ser humano em qualquer época, em qualquer realidade tende a sucumbir diante do medo e o livro aborda isso claramente, como nossos medos nos dominam e tem o poder de nos destruir. Eles podem e devem existir na nossa vida, mas é de suma importância que não sucumbamos a ele, que não mudemos quem somos e que não paralisemos, pois é necessário enfrentar e seguir em frente.

O final do livro é de arrepiar, Veronica construiu um castelo de cartas incrível e soube explorar bem os pontos introduzidos em sua história. A partir do final desse primeiro livro que é focado quase que unicamente na Audácia, Abnegação e Franqueza, fica claro que as outras duas facções serão apresentadas e poderemos passar por todas elas até que encontremos aquela em qual nos encaixamos, mas acredito que no nosso universo pensar em ser apenas uma coisa não funciona, afinal somos livres para pensar, ser e ter mais que uma característica e sentimento (graças a Deus), porém se eu vivesse nessa Chicago futurista seria uma Divergente e já estaria morta, porque neh?!



Enfim, contem nos comentários qual foi sua primeira Distopia, se já leu Divergente e o que achou do livro (sem spoiler dos próximos) e o que vocês pensam dos pontos abordados na resenha, vou ficar esperando o comentário de vocês e não esqueçam de visitar os blogs que estão participando do Clube de Temas e pegar todas as dicas, eu sei que não vou perder uma.

Classificação


LINKS
Blog: A menina que comprava livros - 
Blog: Alfarrábios Literários - Rio 2054, Os filhos da revolução

Blog:  Faces de uma Capa -
Blog: Tell Me a Book - Espada de Vidro
Blog: Alfas Literárias -
Blog: Manuscrito Literário - A Hospedeira 
Blog: Estante Diagonal - O Assassino do Zodíaco
Blog: The Best Words BR - O Ceifador

Beijos e até a próxima!


12 Comentários

  1. Oiiii,

    Menina eu sou APAIXONADA por Divergente, e Insurgente é ainda melhor! Se você não leu, leia! Mas eu tomei Um spoiler tão imenso de Convergente que até hoje não consegui ler ele. É uma ótima distopia para quem está começando.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  2. Oii, tudo bom?
    Já li divergente e também amei a leitura. Eu simplesmente amo distopias, e essa é mais uma série que entrou na lista das queridinhas. Eu peguei spoiler do último livro e fiquei chateada e desanimei de continuar, mas ainda quero terminar a série.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li o livro, mas assisti o primeiro filme e me apaixonei pela história, quero muito ler o livro que com certeza tem uma história bem mais detalhada.

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thayza!
    Eu li esse livro logo quando saiu e curti, apesar de ter achado a reta final um tanto apressada. Já não posso falar o mesmo dos outros dois livros...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Já tive oportunidade de assistir as adaptações dessa série, mas por incrível que pareça, não consigo me sentir atraída pra encarar a leitura. Talvez por ser uma distopia e ter um ritmo que sinto dificuldade em me conectar com os personagens.
    Fica contente que a leitura funcionou pra ti.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  6. Estou com esse livro aqui em casa para ler, uma prima me emprestou, mas ainda não li ele. Comecei a ler, mas não terminei, a leitura está parada. E realmente, comp você disse, as cenas são bem descritas, consegui notar isso. Espero ler ele até o fim logo, logo. Bexus :*

    ResponderExcluir
  7. Olá! Não li nenhuma distopia ainda, porque ainda não consegui me identificar com o estilo. Conheço só pelos filmes, que eu sei que não tem nem metade de todos os detalhes e tramas dos livros. Eu gostei bastante da história, da divisão das pessoas e tudo.. Achei sua resenha muito esclarecedora, e por ela seria capaz de tentar a leitura!


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Essa série está na minha lista há tempos. E aí ano passado finalmente eu consegui comprar o box, toda feliz, eeee... Antes mesmo de chegarem os livros recebi um spoiler daqueles bem cabeludos sabe? A série ficou parada aqui desde então, mas ainda pretendo ler. Sua resenha me deixou com mais vontade ainda de fazer isso.
    Amo quando um livro me prende ao ponto de eu não conseguir largar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Thayza! Ainda não li Divergente, eu tenho a trilogia toda, mas depois de tanto falarem, eu acabei não querendo ler mais! rsrs
    Também não sei se lerei tão cedo, mas com a sua resenha me bateu aquela vontade de ler, sabe? rsrs
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. Oiee Thayza ^^
    Lembro até hoje de que quando li Divergente, na mesma hora quis reler porque o final foi mesmo incrível!O primeiro livro é o meu favorito, não achei os outros dois muita coisa, mas ouso dizer que é uma das minhas distopias favoritas! A gente realmente mergulha de cabeça, né?
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá,

    Amo essa série! Amo esse livro! Amo essa autora! Veronica me conquistou de um jeito, que entrei madrugada a dentro lendo esse livro. Ver sua resenha sobre esse livro que tanto gosto, só me deu vontade de relê-lo.
    E, aaaaah, minha primeira distopia, acredito que tenha sido A Seleção <3

    Beijos,
    https://oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oie amoreca,
    Olha quando ganhei essa coleção, fiquei bem interessada até pelo tanto que falavam dela na época de seu lançamento, no entanto, quando li não foi tão o que eu esperava pra ser sincera, mais mesmo assim li e curti, nas já até doei os livros.

    Gostei de sua resenha afinal, me fez lembrar da leitura,
    Beijokas!

    www.facesdeumacapa.com,br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...