Olá gente!

            Estamos muito Jane Austen ultimamente nesse blog, por isso hoje vamos falar de mais um romance da autora, venham conhecer mais sobre A Abadia de Northanger.




Sinopse: “Escrito ainda na juventude de Jane Austen e publicado postumamente, em 1818, 'A Abadia de Northanger' é, sem dúvida, um dos romances mais elaborados da época – uma comédia satírica que aborda questões humanas de maneira sutil, tendo como pano de fundo a cidade de Bath. O enredo gira em torno de Catherine Morland, que deixa a tranquila e, por vezes, tediosa vida na zona rural da Inglaterra para passar uma temporada na agitada e sofisticada Bath do final do século XVIII. Catherine é uma jovem ingênua, cheia de energia e leitora voraz de romances góticos. O livro faz uma espécie de paródia a esses romances, especialmente os escritos por Ann Radcliffe. Jane Austen faz um eloquente contraste entre realidade e imaginação, entre uma vida pacata e as situações sinistras e excitantes que os personagens de um romance podem viver.”



Autor: Jane Austen
Editora: L&PM Pocket
Páginas: 268




            Desde muito pequena sou apaixonada por romances mas, de maneira absurda e vergonhosa, nunca tinha lido nada de Jane Austen. Até que, há algumas semanas, ganhei de presente três livros dela e aí a luta foi escolher por qual deles começar. O escolhido da vez foi “A abadia de Northanger” e, olha, estou explodindo de felicidade!









          








                   A heroína destacada é Catherine Morland. Tanto muito inteligente quanto ingênua, é apaixonada por romances, mistérios e tragédias, tem uma visão de mundo simples e curiosa. É isso, curiosidade e leveza. Pra mim, são as palavras que melhor definem a personagem.

            Em meio a salões, festas, viagens e pessoas queridas, o cotidiano é explorado de maneira sensacional. A ironia e a comicidade são abundantes e, ao mesmo tempo, discretas. Diria que é preciso atenção para lê-lo mas achei tão bom que não conseguiria ler de outra forma hahaha!




      




















                     A narrativa me levou para cada um dos cantos nos quais ela se passa, imaginando com detalhes (inventados ou não) os ambientes, as sensações, as expressões, os climas. Quem não gostaria de sair numa caminhada com Catherine por toda Bath, não é mesmo?

            Se você, assim como eu e a Catherine, gosta de observar os detalhes de tudo e de criar histórias mirabolantes sobre o mundo, não deixe de ler! É um livro pra se ler com calma, aproveitando cada página, imaginando como Jane Austen criou uma personagem tão complexa, tão real e tão simples ao mesmo tempo.


Classificação



Beijos e até a próxima!!








Deixe um comentário