[Resenha] Cidade do fogo celestial - Cassandra Clare


Olá gente!


Enfim ela chegou, a resenha do último livro da série Instrumentos Mortais, estou com aquela sensação de dever cumprido e saudade, pois escrever as resenhas para vocês me deu a oportunidade de mergulhar novamente nessas histórias e eu gostei muito da sensação. Enfim, vamos começar a falar de Cidade do Fogo Celestial.






Sinopse: Escuridão retorna ao mundo dos Caçadores de Sombras. Enquanto seu povo se estilhaça, Clary, Jace, Simon e seus amigos devem se unir para lutar com o pior Nephilim que eles já encararam: o próprio irmão de Clary. Ninguém no mundo pode detê-lo deve a jornada deles para outro mundo ser a resposta? Vidas serão perdidas, amor será sacrificado, e o mundo mudará no sexto e último capítulo da saga Os Instrumentos Mortais.






Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 532



Quando escrevi a resenha de Cidade dos ossos não imaginava que ia chegar ao sexto e último livro da série Os Instrumentos Mortais eu estaria louca de amor, não só pelo mundo incrível dos Shadowhunters, como também pelos personagens que cresceram e mudaram muito nesses seis livros. Olhando para trás eu vejo a minha empatia pelos personagens e não fiz a conexão necessária, por isso fico muito feliz em afirmar que esse sentimento passou, hoje estou completamente absorvida por esse mundo, esses personagens e essa história, mas vou parar de enrolar e começar a dizer o que eu achei desse último livro. 


ERCHOMAI - Sebastian disse. (Estou chegando).

Cidade do fogo celestial vai dar continuidade aos planos de Sebastian Morgenstern, o livro já começa com um ataque dele e de seus crepusculares a institutos de todo mundo o que leva a Clave ao caos total e como medida preventiva todos os caçadores de sombras são convocados a Idris para se preparem para a guerra. Uma parte do livro gira em torno dos planos de Sebatian (qual será o próximo passo dele? O que ele realmente quer?) e como a Clave está se portando para evitar a extinção dos caçadores de sombras. Nesse sexto livro temos de volta nossos personagens queridos e alguns personagens novos os quais ganham nossa atenção e coração com muita facilidade. Enfim, essa é uma história sobre medo, desejos deturpados, amor e sacrifício.

Cassandra Clare tem como característica (a meus olhos) começar suas séries de maneira morna e ir aumentando a temperatura livro após livro até enfim terminar de maneira incrível e avassaladora, isso aconteceu com a primeira parte de "Os Instrumentos Mortais" e voltou a se repetir agora. Os personagens evoluem de forma crível e gradativa, sempre mantendo sua essência, por mais que nossos personagens mudem, cresçam tem sempre aquela característica única presente e isso me agrada muito.
              

Vou falar agora um pouquinho de cada um dos personagens principais. 
* Vou começar falando dele, o vilão que eu odeio amar, mas que eu amo e comecei a entender. Sebastian é um vilão frio e educado, ele tem uma lógica muito própria para tudo que faz, diferente do Valentim o primeiro vilão, ele desperta empatia, pois lá no fundo só quer que alguém o entenda e aceite seu jeito maldoso e deturpado, que o ame e aceite o amor doentio que ele tem para dar. Sua personalidade é 99% parte da criação que ele teve e do não amor que a Jocelyn sente por ele, mais aquele 1% demoníaco dentro dele impede que ele conheça outros sentimentos a não ser o poder, o ódio e o desejo em possuir e destruir. Por mais que eu odeie suas atitudes Sebastian ganhou uma lugar cativo nos meus queridinhos literários, não me julguem é que ele é muito inteligente o que faz dele não apenas mal, mas perturbado e extremamente interessante.

* Jace enfim começa a descobrir quem é de verdade, começa a aceitar sua família e origem, as vezes ele tem umas recaídas do tipo "sou tão mal como o Sebastian" ou " Não mereço ser amado, não sou digno do amor", mas logo, logo algum amigo manda ele parar de palhaçada e volta tudo ao normal. Mesmo se permitindo sentir e hoje saber filtrar e aproveitar os sentimentos, Jace continua Jace, seu ego e autoestima continuam intactas e isso é o que eu mais gosto nele, o menino é bom e não se importa de dizer isso para o mundo, adoro.


* Clary teve uma evolução notável, ela está menos crítica como sigo e com o outro o que me deixou perceber melhor todas as qualidades que ela escondia por trás do mimimi irritante, assim como Jace ela está começando a se descobrir e aceitar, aceitar o fato de ser uma Morgenstern e esse pequeno fato tem uma importância enorme na vida dela, tipo "Sou uma Morgenstern, isso é uma bosta, mas é  que eu sou e nem por isso sou mal e vou baixar a cabeça." e faz seu melhor para mudar o destino de seu nome de família.

* Izzy é minha vaca preferida, não tem como não amar essa garota, ela é forte e frágil ao mesmo tempo e nesse livro aprende que pode ser os dois sem problemas.

* Alec está apaixonante, depois dos acontecimentos do final de Cidade das almas perdidas, ele está perdido e triste, mesmo assim vai até o fim do mundo para salvar quem ama e apoiar seu parabatai na missão mais difícil de todas.

                            

* Simon, eu odiava tanto esse personagem, mas hoje consigo enxergar ele de maneira diferente, posso dizer que gosto do que ele se tornou, ele se aceitou, cresceu e passou a fazer parte do grupo e não apenas ficar na margem reclamado e sendo protegido, ou seja, ele não é mais o coitadinho, Simon entrou na guerra para lutar e morrer se preciso.

* Magnus é meu personagem preferido, super divo e deslumbrante, sempre cheio de sabedoria e confiança. Nesse livro conheci um outro lado dele e isso só me fez amar mais, Magnus o feiticeiro fodão sente o peso do tempo, sente medo de perder quem ama e está sempre disposto a ajudar para que seus amigos possam viver, mesmo que isso lhe custe tudo.

Veni. (Cheguei.)

O desfecho é bem intenso e triste, como eu disse lá no começo temos sacrifícios, perdas irreparáveis e superação. O mais importante nesse final não é a guerra em si e sim à forma como Cassandra pegou a destruição e transformou em perdão e esperança. Não vou ficar falando do final para não entregar nada, mas vale cada letra colocada no papel.



Uma coisa que podemos dizer sobre Cassandra Clare é que ela sabe aproveitar o mundo que criou, além de Peças Infernais (que eu vou resenhar), ela está escrevendo uma nova série Os Artifícios das Trevas, que já tem seu primeiro livro publicado e o segundo já está vindo aí. Eu ainda não li, mas já tenho o primeiro (sou dessas), só que antes dessa série irei resenhar para vocês O conto da academia dos caçadores de sombras, então não fiquem triste com esse final, pois não passa de um até logo, daqui a pouco voltamos para o mundo dos Shadowhuntes. 

Classificação


Beijos e até a próxima!



10 comentários:

  1. Oi tudo bem?
    Mesmo sabendo de todo o sucesso dessa série de livro acredita que eu nunca tive vontade de fazer essas leituras? Acredito que não me agradaria afinal eu não sou muito fã do gênero fantasia.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Só ouço elogios quanto a série, mas nunca li nenhum deles. Acredito que primeiro por falta de interesse e depois de oportunidade, se tivesse os livros com certeza iria ler, só pra tirar minhas conclusões rsrs
    Amei os quotes, com destaque para o que fala de família ♥
    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/2017/09/voce-quer-um-balao.html

    ResponderExcluir
  3. Oiee ^^
    Ai que saudades dessa série, e dessas capas lindas ♥ Eu também gosto muito do Sebastian, ele é o meu vilão favorito de todos...haha' O final quase me destruiu, mas aí quando foi chegando nas últimas páginas eu fui respirando mais normalmente (sacrifício, demônio ruim, imortalidade, etc), até que meu coração foi partido mais uma vez.
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Que legal você ter lido essa série novamente! Eu amei muito esse universo criado pela Cassandra Clare e tenho muita vontade de pegar todos os livros de novo para reler. Concordo com quase tudo que você disse na resenha, menos a parte que a série começa morna. Eu fui fisgada pela escrita da Cassandra Clare desde o primeiro livro e achei que não faltou ação em nenhum livro (com exceção do quarto que é muito arrastado mesmo).
    Mas também amo a evolução dos personagens ao longo dos livros e confesso que também amo odiar o Sebastian. Ao mesmo tempo que ele me dava muito mais medo do que o Valentim, ele também é um vilão muito carismático. Em alguns aspectos, me lembrava um pouco o Coringa do Heath Ledger.
    Enfim, adorei conferir sua opinião sobre esse livro, que é o meu preferido da série, e fiquei com mais vontade ainda de reler desde o primeiro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oie!

    Eu parei de ler essa série no terceiro volume, mas estou pensando em quem sabe dar uma segunda chance e vê se chego a ir até o final dela e ler todas as obras, mas não posso negar que até onde li amei bastante o universo criado pela autora!

    Bjss, Vem participar do nosso Sorteio! Não perca a oportunidade de ser um dos 3 ganhadores! http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/08/sorteio-do-desapego-3-ganhadores.html

    ResponderExcluir
  6. Embora Cassandra Claire tenha uma legião de fãs, seus livros não são para mim. Tentei ler um livro dela e não gostei de nada, então, não me interesso mais por suas histórias.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Conhecia a série apenas de nome e porque minha irmã lia, mas nunca me interessei por esse tipo de livro, essa série em especial não conseguiu me conquistar nem com a capa, nem com a sinopse, e nem com as várias resenhas que li, infelizmente.

    Mas fico contente que tenha gostado :3

    ResponderExcluir
  8. Oi...
    Adorei a sua resenha!
    É tão bom qundo finalizamos uma série, né? Fica aquela sensação de dever cumprido e ao mesmo tempo uma saudade incalculável <3
    Gostei bastante de suas impressões, mas, prefiro passar a dica, pois, a série não me atrai.
    Bjo

    ResponderExcluir
  9. Oie, tudo bom?
    Minha única experiência com essa série foi o filme, que eu odiei. Mas os livros parecem ser muuuito legais, então mal posso esperar para conferir! Essas capas holográficas são muito loucas! <3

    ResponderExcluir
  10. Hey,
    Que bom que essa leitura tenha te agradado tanto assim.
    Confesso que quando comecei a ler essa série eu esperava mais dele e acho que a autora foi se perdendo conforme foi escrevendo mais livros. Eu não vi essa evolução dos personagens e nem me apaixonei tanto assim, mas, apesar de ter desistido de ler essa série, não desisti completamente da autora.
    Sua resenha está ótima e apaixonante, mas ainda não me convenceu rs.
    Beijos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garotas Devorando Livros - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo