Férias das Garotas: Serra Gaúcha #6


Olá Galera, 

Continuando a saga da nossa viagem, vem aí o capítulo mais importante: A REVIRAVOLTA. Vocês pensaram que tinha sido tudo perfeito né? Mas se for pra viajar sem eu ter que parar no Pronto Socorro eu nem saio de casa!! (Oi?) Sim galera, eu Cami, fui parar no pronto socorro de Gramado. Vem comigo que eu vou te contar essa história... 



Tiramos um dia inteirinho para fazer: Passeio por vinhedos + Maria Fumaça + Almoço Italiano + Degustação de Queijos, Vinhos e Salames + Passeio por Nova Petrópolis. Fechamos esse passeio com a CML Turismo. 



Maria Fumaça 

Tudo começou às 06 da manhã, nosso primeiro passeio do dia seria na Maria Fumaça. Tiramos fotos vestidos de imigrantes italianos, enquanto fazíamos as fotos, pessoas tiravam fotos e gravam vídeos da gente. Perguntaram até se estava tendo gravação de alguma novela! KKKKKKKK



Provamos o vinho do qual não lembro a marca e partimos para o passeio dentro da Maria Fumaça. NOOOSSA, como foi divertido, eu como já sou dessas, até dancei com um grupo que se apresentava dentro do nosso vagão. Foram ao todo 03 apresentações. Grupo de Italianos (caracterizados), dupla de meninas que tocaram a tarantela e a dupla de Gaúchos com músicas típicas. 



Em todas as paradas que fizemos nos serviam suco de uva, vinhos e até espumantes, dependendo do gosto do visitante. Nós, é claro, provamos todos!  

Nossa última parada com a Maria Fumaça foi em Carlos Barbosa onde conhecemos a loja da Tramontina e fizemos a degustação de queijo. 


Tramontina 

Logo na entrada da loja da Tramontina tem um robozinho suuuuper simpático que interage com os visitantes, um amorzinho!!

Dentro da loja eu até comprei uma FACA personalizada para meu Papis!! Ele amou!! E eu até gravei o processo para mostrar para ele. Um robô quem faz tudo e no final ainda entrega para gente a faca e detalhe, pelo lado do cabo! Um cuidado só *-* 


Uma coisa muito legal que descobrimos foi a história do fundador da Tramontina. Vocês sabiam que ele era analfabeto? Em resumo ele trabalhava como segurança em um cabaré, mas não sabia ler, nem escrever. Quando o negócio cresceu o dono o despediu e colocou outra pessoa em seu lugar, ele voltou para cidade dele muito no interior e começou um pequeno negócio de mascate, meio que por acaso, logo depois viu que tinha habilidade para criar suas próprias ferramentas e daí construiu um império. Essa é sem dúvida uma história de superação, o mais legal é ver que hoje a Tramontina gera renda para muitas famílias, para vocês terem noção para onde você vira tem uma fábrica gigantesca. Ficamos bem impressionados e contentes ao conhecer essa história de vitória e de saber que a empresa continua familiar, hoje quem cuida dos negócios são os bisnetos ou tataranetos do Sr. Tramontina e dizem que eles são bem humildes. 

Degustação de queijo 

Em seguida fomos até uma loja que fabricava e vendia queijos e salames artesanais. Provamos todos e no fim, eu trouxe um salame artesanal de javali e a Yza além do salame comprou uma mistura para fazer chocolate quente. 


Vinícola Garibaldi



De lá fomos para a cidade de Garibaldi e visitamos a vinícola que leva o mesmo nome, logo na frente tem um chafariz de vinho, vimos os tonéis aonde eram preparados os vinhos, conhecemos um pouco da história da vinícola e seus vinhos premiados. Ao final, fizemos degustação dos vinhos, espumantes e suco da Garibaldi. Nós amamos o Moscatel o melhor espumante que eu já tomei, óbvio que adquirimos um pra levar pra casa, além do suco de uva tinto e os vinhos que a Yza comprou para dar de presente (a doida saiu de lá com uma caixa cheia, dá para acreditar?). 

Almoço italiano 

Após encher a cara (brincadeira) fomos almoçar em uma cantina italiana, o Restaurante Nono Madiero, a comida estava muito gostosa e provamos um refrigerante típico além da dose de licor artesanal, nos sabores de menta, chocolate e amendoim. O atendimento foi muito bom, tudo estava incluso no pacote excetos os refrigerantes. Comemos bem e partimos. 

Vinícola Cave de Pedra




Depois do almoço fizemos uma parada rápida para conhecer mais uma vinícola, a Cave de Pedra essa era a coisa mais linda, pois parecia um castelo. Provamos mais alguns espumantes e vinhos, a recepção foi muito agradável, a atendente até explicou para que servia o monte de coisas que faziam parte de um kit de vinho, sério gente é tudo mais complicado do que parece, beber vinho é uma arte realmente. 

Parreiral


Para terminar nosso passeio de vinho (dale cachaça kkk), nosso guia o Sr. Sérgio nós levou a uma parreiral,  essa parada não estava inclusa no passeio, então foi uma baita surpresa quando chegamos ao local. É muito lindo, nosso guia e o senhor responsável pelo local foram tão divertidos, explicaram como as coisas funcionavam (tem cacho que uva que pesa 10 KG), provamos algumas uvas e provamos também uma fruta chamada Pitaya, ela é rosa por fora e por dentro branca com bolinhas brancas, muito gostosa por sinal, enfim adoramos o passeio, foi maravilhoso. 

 Nova Petrópolis 



O nosso guia nos levou até a Praça das flores e o labirinto na cidade de Nova Petrópolis. Nossa, uma coisa bem simples, um labirinto e foi tão divertido, mas tããão divertido! Nós rimos a beça e apesar do que o sr. Sérgio nos desafiou, conseguimos sair em tempo recorde! KKKKKK 

Lojas 

No caminho de volta paramos em algumas lojas, na última a qual não lembro o nome (desculpem) o nosso grupo chegou até a provar um Chimarrão feito na hora (eu não quis pois já estava me sentindo esquisita). 


Contato:


A Reviravolta

Saímos da loja e fomos para as nossas Cabaninhas dormir um pouco para sairmos a noite. Quando eu acordei e eu estava me sentindo muuuuito mal, estava com uma dor aguda na boca do estomago, mas resolvi sair. Comemos em uma lanchonete no centro, eu comi salada de frutas pois queria algo leve. Passado algum tempo caminhando pela cidade, me deu uma dor tão grande, mas tão grande no estomago que entrei no primeiro bar que achei e tentei colocar tudo pra fora, sem sucesso, eu cuspi algo vermelho e fiquei enlouquecida gritando: TÔ VOMITANDO SANGUE, TÔ VOMITANDO SANGUE!!!! (eu sou assim...  KKKKKK) Deixei todo mundo apavorado e fomos pra emergência. Mas tarde fomos descobrir que era vinho e o médico disse que eu tive “tipo uma intolerância” devido à quantidade de comida e bebida que ingeri e não estava acostumada... Os passeios seguintes eu não aproveitei como deveria porque me sentia mal, principalmente o passeio do dia seguinte a esse. Então se vocês virem alguma foto que eu esteja com cara de c* já sabem o motivo! KKKKKKKK Até voltar da viagem eu ainda sentia dores no estomago =/ 


Nota: Dá licença que eu preciso falar que TODO MUNDO sabia que era vinho, mas a Cami é tão dramática que preferimos ir ao médico de uma vez, afinal ela só ia sossegar depois que ouvisse de um profissional que não estava morrendo. Depois de tudo, todo mundo ficou passando mal de nervoso, tadinho do meu marido teve queda de pressão e tudo. Mas tirando o susto hoje é uma história que não vamos deixar ela esquecer NUNCA. kkkkkkkk


DICA IMPORTANTE: Galera, se vocês forem para um lugar com comidas e costumes diferentes, MANERE! Coma pouco, seja gente (KKKKK) Não pense igual a mim: Vou aproveitar pra comer bastante isso que eu nunca provei  ¬¬ NÃO É LEGAL! KKKKKKKK


         Continue acompanhando os nossos posts da viagem, está quaaase acabando, e se você não viu os anteriores corre lá, só pesquisar pela tag: Férias das Garotas!

Beeeijos e até a próxima





                                                                                                                                    &






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garotas Devorando Livros - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo