[Resenha] Belo Desastre - Jamie Mcguire

Olá gente!

            O prato principal de hoje está uma maravilha, romance com aquela pitada de pimenta, não é um livro erótico, mas contém umas partes picantes, hoje irei resenhar um New Adult, vamos falar de Belo Desastre.


Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa e deseja evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura. 


Autora: Jamie Mcguire
Editora: Verus
Paginas: 389





É muito difícil escrever sobre Belo Desastre, não apenas por ser um livro que eu gostei muito, mas também porque eu já li faz bastante tempo e algumas coisas que não me chamaram a atenção antes me vem a mente enquanto escrevo essa resenha e vou lembrando da história. Não adianta dizer que eu amei o livro, que Travis e Abby se tornaram um dos meus casais favoritos e que Mare e Shepley são os melhores amigos que alguém poderia ter, o livro é muito mais complexo que isso, o relacionamento do casal protagonista é muito mais complexo do que se enxerga em um primeiro momento.

Esse foi o meu primeiro New Adult e foi com ele que eu descobri minha paixão por esse gênero. Jamie Mcguire conseguiu trazer para o meu mundo a melhor parte da palavra inconstância, a densidade do amor de Travis por Abby é de longe a coisa mais louca que eu já li na vida, o instinto super protetor dele para com ela, a forma como ela se esquiva, pois ele representa tudo do que ela quer fugir, mais o amor deles mesmo sufocante, marcado por inúmeras brigas, confusões  e términos é maior que tudo e é ai que entra a redenção e a maldição dos dois personagens, separados ele são personagens clichês e comuns, juntos são um furacão.


Quero que fique registrado que não é só de Travis e Abby que esse livro é feito, a autora elaborou os melhores amigos perfeitos, Mare é a amiga que todo mundo gostaria de ter, aquela que apoia, que enxerga o que está se passando antes mesmo de você se dar conta, que está do seu lado em qualquer situação, acho à coisa mais linda a amizade das duas é realmente aquele tipo de amizade que buscamos a vida toda e poucas pessoas tem a felicidade de encontrar. Do lado do Travis existe Shepley um primo preocupado, que sabe o momento de se manter a distancia e o momento de estar perto, a relação deles é de muito mais que apenas primos, Shepey e Travis são irmãos e é nítido o amor que sentem um pelo outro.  Mare e Shepey formam um casal, não desculpe, eles formam o casal mais lindo que você respeita, se amam e se completam. 

Jamie foi muito feliz na criação dos personagens, ela soube dar personalidade para todos, personalidades distintas que fazem de cada um único o que em minha opinião passa mais verdade para a história. Travis tem uma personalidade inconstante e isso é o que da movimento a trama, mas é fácil ver o menino doce e carinhoso que apenas quer encontrar a pessoa certa, amar e ser amado. Muitas pessoas focam muito no Travis e na sua mudança, lógico que ele é um ponto positivo considerável para história, afinal estamos falando de um Maddox não é mesmo? Mas quero falar mesmo é da Abby, uma protagonista que confunde um pouco, pois vive querendo ser uma coisa que no fundo não é, esse fato cria muitos problemas inclusive um triangulo amoroso que não era necessário (neh Abby?!). Mas eu consigo entender a personagem, o passado dela não foi dos mais fáceis, a autora não entra em muitos detalhes, mas é fácil perceber que ela carrega suas próprias cicatrizes e busca se proteger ao máximo para que a história não se repita. Abby é uma protagonista focada, com personalidade forte, muito inteligente e possui um pensamento lógico impar, mesmo assim é um pouco perdida, pois vive dividida entre dois lados de uma mesma Abby. 



            Por se tratar de um New Adult (lista de gêneros literários AQUI), o livro contém cenas de sexo, não é algo que faça parte constantemente do livro, isso não é um livro erótico gente é um romance que acompanha a vida de dois universitários que se amam e bem, uma coisa leva a outra e às vezes as coisas acabam na cama e isso é natural, acontece com todos e não adianta fingir que não. O livro também contém muitos palavrões, que é uma forma do personagem se expressar, concordo que não é educado, mas quem nunca disse um “merda” na vida que atire a primeira pedra. Enfim, li resenhas falando absurdo a respeito do que eu citei acima, então só queria alertar para que ninguém leia enganado.

           Antes de terminar, gostaria de falar do machismo que as pessoas acreditam que exista no livro, talvez você não concorde sobre o que eu vou dizer e fique a vontade para discordar nos comentários (tudo com educação, ok?), mas estamos em um momento que problematizar é legal, andam problematizando TUDO e existem coisas que eu acho besteira, SIM temos que falar a respeito, temos que pensar na coisa como um todo, mas precisamos parar de procurar chifre em cabeça de cavalo. Precisamos principalmente ponderar antes de expor nossas opiniões a respeito do trabalho de alguém, exemplo: o Travis tem uma personalidade explosiva, isso é quem ele é, o cara participa de lutas clandestinas e não leva desaforo para casa, mas será que isso faz dele uma má pessoa? Em minha opinião não, se analisarmos o Travis como individuo ele tem problemas de controle, mas se essa mesma analise for baseada apenas na relação dele com a Abby, fica fácil perceber que o personagem é uma boa pessoa, intenso, mas não o monstro que as pessoas andam pintando. Além do temperamento algo que pode vir a ser discutido são a devoção e dependência dele com a namorada, Travis a ama TANTO que seu maior objetivo na vida é que ela seja feliz, isso por vezes pode ser um pouco sufocante, mas aí vai da dinâmica de cada casal e cabe a eles impor os limites. O livro não expõe em nenhum momento um relacionamento abusivo, então parem de dizer isso só porque está na moda criticar. Travis é machista? Não, ele em nenhum momento se diz superior as mulheres,  “mas olha como ele trata as outras meninas” então, sobre isso fica claro que elas sabem onde estão se metendo, não podemos tirar delas a responsabilidade da escolha, elas quiseram dormir com ele mesmo sabendo da fama, querem “salvar” ele? Talvez, mas isso é problema apenas delas. Sendo assim cheguei à conclusão que os pecados do Travis são simples, ele tem temperamento explosivo e é galinha (antes de conhecer a Abby) e só isso. 















               Eu estou resenhando esse livro para vocês depois de tanto tempo, pois quero dividir com vocês minhas experiências literárias e quero resenhar os últimos livros dos Maddox que eu ainda não li (Sim, tem livro de todos os irmãos) e me incomoda resenhar o final de uma história, sem contar o inicio. Por isso, vou resenhar todos os livros em ordem para que vocês possam conhecer a minha opinião sobre cada um deles e eu quero muito saber a opinião de vocês também, então se vocês já leram contem nos comentários que eu estou louca para saber o que acharam.



Classificação: 5 estrelas / Favorito




Beijos e até a próxima!






17 comentários:

  1. Olá Thayza!
    Já estou no quarto livro da série, rs.
    Vejo muitos comentários negativos sobre esse livro, mas eu também gostei bastante. Achei a Abby meio irritante, mas o Travis e os irmãos, são apaixonantes.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Esther!

      Concordo que a Abby é meio irritante com aquele "estou em cima do muro", mas acho válido o motivo e acho a personalidade lógica dela muito marcante. Ps: não tem como não se apaixonar por um Maddox.

      Obrigada por dividir sua opinião.

      Beijos

      Excluir
  2. Eu AMOOO esse livro, parece mais colégio cheio de adolescentes que faculdade, e a Abby me IRRITA.
    Ficou incrível tua resenha amei <3

    ResponderExcluir
  3. Aff que resenha top é essa hein!? Eu quero ler esse livro já tem um bom tempo mas eu não encontro em livraria nenhuma! Adorei o post♥ Sucessos para você!

    ResponderExcluir
  4. Achei super interessante ainda.ainda . não li mas com essa resenha com certeza
    irei comprar parabéns pelo blog.
    www.colecionandosaudades.com

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca gostei muito de ler, mas um dia eu vou ter que gostar né hahahahaha, Por isso eu vou salvar essa pagina, Porque amanhã vou tirar um dia de leitura.

    ResponderExcluir
  6. Olá, achei bem interessante essa resenha, falou bem deste livro, tenho ele mas ainda não pude ler, mas com certeza essa resenha despertou muita vontade de lê-lo! Parabens!

    ResponderExcluir
  7. Que resenha heeeeeein menina?!
    Tenho que confessar, esse livro já está na minha listinha faz um tempo. Mas com as críticas sobre o livro, acabei ficando meio perdida sabe?! Mas depois dessa resenha, ele voltou lacrando pro topo da lista e estou mega ansiosa para devora - lo!!!! Beijinhos

    ResponderExcluir
  8. Adorei essa capa arrasadora do livro, nunca li mais fiquei mega curiosa ♥ é sempre bom a gente ler um livro várias vezes e ter muitas visões dele ♥ adorei essa resenha, irei procurar para comprar com certeza.

    ResponderExcluir
  9. Nunca tinha ouvido falar desse livro, parece uma leitura bem interessante, valeu pela dica, vou colocar na minha lista de leitura.
    Crazy and Kawaii Desu

    ResponderExcluir
  10. Eu adoro ler porem não é qualqer livro que me atrai, vc a sua resenha do livro em si está de parabéns, muito bem explicada me deu vontade de realmente ler, sem contar que eu adoro essas historias adolecentes, parabéns mesmo me cativou!

    ResponderExcluir
  11. Eu amo ler e isso [e um fato porem sou meio chata para alguns nichos de livros e bem esse não e um dos que me chama atenção, gosto de fantasia e sobrenatural haha essas coisa, mas sua resenha esta maravilhosa e ate da vontade de ler depois de lê-la, um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Poucas vezes tive a oportunidade de ver um post tão sério sobre literatura! Você falou com tanta vontade que agora fiquei com vontade de ler também..rsrs!! Amo literatura, principalmente se for gênero dramático! Super concordo com suas linhas sobre o machismo. Você já deve ter ouvido falar sobre a "extinção" das obras de Monteiro Lobato. Um absurdo ter que acabar com certas literaturas porque alguém viu machismo. Que chatice isso! Os personagens, as histórias, os dramas, os autores, são frutos do seu tempo. Em tempo atrás, não discutíamos sobre machismo. Vai ficar chato esse mundo se não tivermos resgates literários históricos porque alguém sinalizou "machismo". Viva a literatura de todos os tempos!! parabéns pelo seu blog! adorei!! Seguindo!

    ResponderExcluir
  13. Amo esse livro e sua resenha deixou ele ainda mais incrível sem dúvidas vou ler de novo depois dessa sua matéria , parabéns !

    ResponderExcluir
  14. Nunca tinha lindo esse livro e nenhum desse gênero mais adulto. Mas gostei tanto da resenha que vou procurar pra ler. Fiquei bastante curiosa pra saber o desenrolar da história rsrs. Beijos 💖

    ResponderExcluir
  15. Eu to louca pra ler esse livro ja tem um tempo, mas sempre esqueço de comprar. Acho que vou deixar pra comprar na black friday desse ano junto com outros livros que são mais caros.
    Adorei seu blog! Bjs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Garotas Devorando Livros - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo